Vida Urbana

Visitas a socioeducandos da PB são substituídas por ligações virtuais durante pandemia

Medida visa garantir isolamento social de familiares dos socioeducandos, além de prezar pela saúde e harmonia de todos.




Foto: Walter Paparezzo/G1

Os socioeducandos que cumprem medidas em unidades da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac) na Paraíba, estão recebendo ligações virtuais ao invés de visitas de familiares. A medida visa manter o cumprimento do isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus no estado.

De acordo com a diretora técnica da Fundac, Waleska Ramalho, a ação é baseada no que prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente, no que diz respeito à convivência familiar e comunitária dos socioeducandos. “É um dos direitos fundamentais e imprescindíveis para o pleno desenvolvimento de todo adolescente”.

As ligações são monitoradas pelas direção e equipe técnica das sete unidades da Fundac que já adotaram a medida. Para famílias que não possuem dispositivos com internet, o contato é garantido através de ligações telefônicas normais. 

Segundo o assistente social do CEA, Alexsandro da Silva, as ligações têm provocado diversos benefícios aos socioeducandos, como melhora do relacionamento com agentes e com os próprios familiares. 

“Ouvir o pai de um educando fazer várias declarações de amor dizendo ao filho: ‘Estamos aqui lhe esperando, te amamos, nunca se esqueça disso’… Isso mostra que estamos no caminho certo, fazendo valer o direito do socioeducando neste período que estamos vivenciando o distanciamento social, além de ser a única forma de reduzir o risco de infecção desta pandemia de Covid-19”, concluiu.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.