Vida Urbana

Veículos ficam destruídos após incêndio em pátio de Fórum Judicial

Caso aconteceu 24 horas após ônibus escolares serem destruídos em outro incêndio na cidade.




Divulgação: Polícia Civil

Pelo menos cinco carros ficaram destruídos depois de um incêndio registrado na madrugada desta quarta-feira (14), em uma área do pátio pertencente ao Fórum Judicial da cidade de São Bento, no Sertão. Segundo informações da Polícia Civil, os veículos atingidos pelas chamas eram apreendidos e estavam estacionados no local há vários meses. Esse é o segundo caso de incêndio na cidade contra veículos em menos de 24 horas.

O incêndio nos carros foi registrado por volta das 2h, após o vigilante do prédio perceber as chamas em um dos veículos. O caso foi comunicado ao Corpo de Bombeiros, que esteve no local e fez o controle das chamas, evitando o fogo se atingisse o prédio do Fórum Judicial.

>>> Incêndio em depósito judicial destrói veículos e queima documentos em São José de Piranhas

De acordo com Sílvia Alencar, delegada da Polícia Civil, a suspeita é que o incêndio registrado na madrugada desta quarta-feira no pátio do Fórum Judicial tenha sido criminoso, uma vez que os veículos estavam no local sem funcionar há bastante tempo, não existindo em princípio nenhum indício para situação. “É um caso muito suspeito, uma vez que os veículos estavam sem funcionar há vários meses, não existindo nenhuma condição para que isso ocorresse, como por exemplo, uma pane. Outro aspecto a ser investigado é o fogo ter iniciado no local pela madrugada. A investigação vai analisar os carros queimados e buscar também imagens de câmeras de segurança, no sentido de entender o que houve”, comentou.

Em relação ao incêndio da madrugada da terça-feira (13), que destruiu cinco ônibus escolares que estavam na garagem da Secretaria de Infraestrutura da cidade, a delegada revelou que não foi encontrado nenhum indício de ação criminosa no local. “A perícia esteve na garagem ontem e não encontrou nenhum indício de ação criminosa. A única informação que temos até o momento é que um dos ônibus rodou parte de seu percurso com o pneu furado e chegou na garagem com a borracha muito quente. Não há como afirmar se isso provocou o fogo”, ressaltou Sílvia Alencar.

Sílvia Alencar também descartou a possibilidade de relação entre os casos. “O incêndio dos ônibus pode até ter gerado um incentivo para alguém provocar essa nova situação, mas a investigação não trabalha nesse momento com essa suspeita. São casos diferentes, uma vez que os ônibus estavam em uma garagem fechada, diferente dos carros de hoje que estavam em um pátio aberto, ao lado do Fórum”, concluiu.

Queimadas

No município de Queimadas, no Agreste da Paraíba, pelo menos dois caminhões de uma empresa privada, que presta serviço de coleta de resíduos para prefeitura da cidade ficaram destruídos devido um incêndio em uma garagem.

Os veículos estavam estacionados e as causas das chamas no local ainda são desconhecidas.  Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e realizou o procedimento de controle das chamas nos caminhões.  O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.  A reportagem do JORNAL da PARAÍBA fez contato com o chefe de transportes da Prefeitura de Queimadas, Rafael Bonifácio, mas ele informou que estava viajando e não iria comentar o caso.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.