Vida Urbana

Vacinação contra gripe começa na segunda para gestantes e trabalhadores de saúde

O público-alvo a ser vacinado durante toda a campanha é de mais de um milhão de pessoas.




Começa nesta segunda-feira (23), as atividades da 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe). A vacina será disponibilizada, inicialmente, para gestantes e trabalhadores de saúde. Para os demais grupos prioritários, a vacinação começa no dia 7 de maio. O público-alvo a ser vacinado durante toda a campanha é de aproximadamente 1.070.000 pessoas.

O Ministério da Saúde está enviando as doses da vacina de maneira fracionada, ao todo serão sete remessas durante os meses de abril, maio e junho.

“Fizemos a avaliação de risco epidemiológico de maior vulnerabilidade e decidimos iniciar a vacinação para as gestantes e trabalhadores de saúde, neste primeiro momento. Já repassamos cerca de 222 mil doses às Gerências Regionais de Saúde e elas estarão disponíveis nas salas de vacinas nos 223 municípios do estado”, informou a chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde da Paraíba, Isiane Queiroga.

Público-alvo

Fazem parte do grupo prioritário da vacina idosos a partir de 60 anos e crianças de 6 meses a menores de 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas privadas de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se imunizar. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo o governo brasileiro, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

Influenza 

Infecção viral aguda do sistema respiratório, de elevada transmissibilidade e distribuição global. Um indivíduo pode contraí-la várias vezes ao longo da vida. Em geral, tem evolução autolimitada, podendo, contudo, apresentar-se de forma grave.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.