Vida Urbana

Usuários do Passe Legal têm descontos diferentes na passagem

Cartões de estudante ou de vale transporte descontam valor antigo, de R$ 3,20.



Alberi Pontes
Alberi Pontes
Desde o último sábado (21), as passagens de ônibus estão custando R$ 3,30

Depois do reajuste da tarifa de ônibus em João Pessoa, aplicado no sábado (21), os usuários do cartão ‘Passe Legal’ estão observando que os descontos de valor a cada passagem paga são diferentes dependendo do tipo de cartão e de quando ele foi carregado. Desde o sábado, a tarifa de ônibus está custado R$ 3,30 como fruto de uma determinação judicial.

Essa diferença na hora de debitar o crédito ocorre "porque, quando a pessoa carrega o ‘Passe Legal’, ela coloca um valor em dinheiro e é debitado nos ônibus um valor em dinheiro", explica o diretor institucional do Sindicato dos Transportes Urbanos (Sintur-JP), Isaac Junior Moreira. Portanto, os cartões de estudante e trabalhador recebem cargas referentes a um determinado número de passagens, que vão sendo debitadas ao longo do uso.

De acordo com informações do próprio Sintur, quem procurou um posto da instituição para reabastecer o cartão antes da aplicação do reajuste tentando economizar não está pagando a tarifa anterior, de R$ 3,20, mas a atual. A regra se aplica a usuários com cartões ‘avulsos’, adquiridos e abastecidos pelo próprio usuário. Segundo o Sintur, o desconto efetuado no validador dos ônibus é refente ao valor da tarifa e não a uma unidade da passagem.

A regra é diferente para quem tem os cartões de estudante e de vale tansporte cedido pela empresa empregadora, que são recarregados por unidade de passagem. Este grupo segue usando o cartão com desconto no valor de R$ 3,20 até que o crédito feito antes do reajuste da tarifa seja zerado.

O secretário do Procon municipal, Helton Renê, informou que "é decisão judicial então não há motivo para os cidadãos se sentirem lesados". O secretário informou que a prefeitura municipal está respeitando o que foi determinado pelo juiz, mas está fazendo o que pode para entrar com recurso e derrubar a decisão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.