Vida Urbana

UPA do Alto Branco vai deixar de ser referência inicial para Covid-19, em CG

Casos suspeitos de coronavírus serão tratados no Hospital Pedro I, a partir do dia 17 de agosto.




Imagem: Reprodução/TV Paraíba

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro do Alto Branco, em Campina Grande, vai deixar de ser a unidade referência para o tratamento inicial de casos suspeitos de Covid-19 na cidade. De acordo com o prefeito Romero Rodrigues, a partir do dia 17 de agosto, pessoas com sintomas de infecção pelo novo coronavírus devem ir diretamente ao Hospital Municipal Pedro I, onde os casos moderados e graves também são tratados.

Segundo a Secretaria de Saúde de Campina Grande, a mudança acontece para centralizar o atendimento aos pacientes suspeitos ou com diagnóstico positivo para Covid-19 em uma unidade unidade hospitalar, e só é possível em virtude da redução do número de atendimentos tanto na UPA quanto no Pedro I.

“Vamos trazer todo o serviço de atendimento inicial para o Pedro I, que vai passar a fazer toda essa triagem e a UPA vai voltar a realizar os atendimentos rotineiros de clínica médica geral, pediatria, oftalmologia, ortopedia e outras especialidades porque, afinal de contas, as pessoas estão precisando desses outros atendimentos”, disse Romero.

Após a mudança, no entanto, a UPA fará um processo de transição, para não deixar de atender paciente que porventura procurem a Unidade. Essa transição ocorre até o fim do mês de agosto, mas a partir do dia 17, a orientação é que as pessoas com sintomas iniciais passem a procurar o Pedro I.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.