Vida Urbana

Três estabelecimentos que não suspenderam atividades são autuados pelo Procon, em JP

Decreto proíbe funcionamento em locais onde há casos confirmados de Covid-19.




Foto: Divulgação Procon

Ao menos três estabelecimentos comerciais de João Pessoa foram atuados em flagrante pelo Procon-JP nesta segunda-feira (23) por descumprirem o decreto estadual que determina a suspensão de todas as atividades que não trabalham com serviços essenciais, como forma de prevenção à pandemia do novo coronavírus no estado. A medida deve ser cumprida em todos os municípios, cidades circunvizinhas, que tenham casos confirmados de Covid-19.

De acordo com o Procon-JP, foram autuados um banco, uma locadora de veículos e uma loja de assistência técnica, todos localizados na capital, onde há um casos confirmado de Covid-19. Os estabelecimentos autuados podem pagar multas de R$ 15 mil a R$ 30 mil, e permanecem fechados pelos próximos 15 dias, no período de quarentena, estabelecido pelo Governo do Estado.

Apesar de ser considerado como serviço essencial, os bancos também estão inclusos no decreto devido à emergência do momento. As agências bancárias devem disponibilizar, conforme estabelecido, apenas caixas eletrônicos. Empresários de estabelecimentos que foram flagrados desobedecendo os decretos do Estado e das prefeituras, devem ser fechados imediatamente.

Consumidores que flagrem situações como estas podem denunciar o descumprimento das medidas, bem como as cobranças de produtos por preços abusivos, por meio dos telefones (83) 3218-5720 e 0800 083 20150 ou pelo site do Procon-JP.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.