Vida Urbana

Cantor Totonho toma choque em fone de ouvido e pode perder parte da audição

Músico paraibano esta em quarentena em São Paulo desde o início da pandemia.




Foto: divulgação/Rafael Passos

O cantor e compositor paraibano Carlos Antonio Bezerra, mais conhecido como Totonho, sofreu um acidente doméstico na ultima sexta-feira (29), em seu apartamento, em São Paulo, ao utilizar o fone de ouvido do celular conectado à tomada da energia elétrica. Devido à descarga elétrica, o artista corre o risco de perder a audição do ouvido direito.

“Tomei um choque dentro do ouvido com queimaduras e sangramento”, disse o artista, destacando o risco que teve ao usar um produto comprado no comércio informal de João Pessoa no ano passado.

Em postagem feita em suas redes sociais, o artista relatou que buscou ajuda em um hospital público. “Fui pra rua chorando, tomei um táxi pro Hospital das Clínicas. Ufa. O SUS me foi suficiente. Atendimento lindo! Humano, solidário, carinhoso por pessoas que nunca me viram em contraponto as mensagens evasivas de alguns supostos amigos. Provavelmente perderei a audição do ouvido direito”, lamentou.

Totonho deve voltar ao hospital na próxima quarta-feira (3) para realizar uma tomografia e avaliar os danos causados pela descarga elétrica. “Vou ficar bem e continuar fazendo música mesmo ameaçado de não escutá-las. Contaminado pelo descuido…”, completou.

Mesmo com possíveis sequelas, o músico conta que deve participar no próximo dia 20 de junho de uma live musical com André Abujamra nas páginas do artista no Instagram.

 

A DOR SILENCIOSA…Muita gente ultimamente fez contato com a seguinte frase: " Você tá Bem?" Nao a maioria absoluta…

Publicado por Carrlos Antonio Bezerra da Silva em Domingo, 31 de maio de 2020

 

Totonho

 

Nascido em Monteiro, Totonho é um dos maiores nomes da cena musical brasileira. O seu mais recente trabalho é o CD ‘Samba Luzia Gorda’, terceiro álbum de sua carreira, lançado em 2018 através de financiamento coletivo. A obra conta com as participações de  Otto, Moreno Veloso, Quinteto da Paraíba, André Abujamra, Manoel e Felipe Cordeiro, Cassiano Ziryab. As artes de capa e encarte são de Shiko.

Totonho é natural de Monteiro e funda seu arquétipo de composições a partir da rica cena de repentistas locais e ícones da poesia nordestina. Lá foi vendedor de buchada de bode e assistiu à muitas cantorias de repentistas da região. Foi quando teve seu primeiro contato com a música.

Em 82 resolveu que queria mesmo seguir a carreira de músico e foi para João Pessoa, onde fundou o Musiclube da Paraíba, uma cooperativa de compositores por onde passaram nomes como Chico César, Jarbas Mariz e os irmãos Pedro Osmar e Paulo Ró, entre outros. Já premiado e conhecido como um dos melhores compositores da região, em 1988 se muda para o Rio de Janeiro para iniciar formação em arte educação e lá coordenou e fundou diversas ONGs, entre elas, a EX-COLA e o Grupo Cultural Afro Reggae, entre outras.

Embora já tivesse quase duas décadas de carreira, uma turnê pelo projeto Pixinguinha e importantes shows com grandes nomes da MPB, seu primeiro registro fonográfico só saiu em 2001 pela gravadora Trama com produção de Carlos Eduardo Miranda e em 2005 lançou o segundo álbum “Sabotador de Satélites” com a mesma gravadora e produtor. Ainda possui em sua carreira duas Coletâneas internacionais da Nova Música Brasileira, selo Toten França, e o Coletivo Hip Hop do Mundo, Selo África Mundi/U.S., produzida pelo americano Malvin Gibson.

Em 2015, a partir de uma ação ativista de levar música para espaços públicos da grande João Pessoa de forma independente em parceria com o compositor Seu Pereira, lança um trabalho de “Funks Rurais” inspirado pela força da poesia regional, o EP “Coco Ostentação”.

Na sua jornada pelo mundo musical, Totonho coleciona concertos internacionais na Ucrânia, Londres, Bélgica, França, Guatemala, Portugal e Rússia. No Brasil já tocou em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Crato, Fortaleza, Salvador, Curitiba, Manaus, Belém, Boa Vista, Macapá, São Luís, Teresina, Natal, Brasília, João Pessoa, entre outras.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.