Vida Urbana

'TiaLu': aplicativo que facilita denúncias de agressões contra LGBT+ é lançado na PB

Plataforma promete comunicar familiares e amigos, caso o usuário esteja em situação de risco.




Um aplicativo de celular, criado como ferramenta para prevenção à violência contra a população LGBT+, foi lançado na Paraíba na tarde desta sexta-feira (17). O ‘TiaLu’ contou com o apoio da Prefeitura de João pessoa por meio da Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial, em parceria com a Rede Gay do Brasil. O objetivo é proteger esse público em situação de perigo iminente e denunciar a LGBTfobia. A plataforma estará disponível gratuitamente para download para Android e IOS ainda nesta sexta-feira, segundo a Prefeitura.

De acordo com o coordenador de Promoção à Cidadania LGBT, Roberto Maia, a iniciativa é inédita no País. “Não existe esse tipo de aplicativo no Brasil. Por enquanto, o ‘TiaLu’ estará disponível apenas na Paraíba, mas esperamos que ele se estenda nos demais Estados. Sabemos que grande parte da população ainda é vítima de violência. Infelizmente, o Brasil lidera o ranking mundial de assassinatos de pessoas LGBT e essa ferramenta poderá salvar vidas”, explicou.

O aplicativo ‘TiaLu’ recebeu este nome em homenagem a Luciano Bezerra, um dos maiores representantes da causa LGBT na Paraíba e também fundador da ONG Movimento do Espírito Lilás (MEL), que faleceu em dezembro de 2018.

Como funciona

Para usar o ‘TiaLu’, é preciso baixar o aplicativo, cadastrar dois contatos de familiares ou amigos e, se o usuário estiver em situação de violência ou perigo iminente, basta acionar o botão de pânico. Feito isso, automaticamente será enviada uma notificação com um pedido de socorro para os dois números cadastrados com a localização da pessoa que está em situação de violência.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.