Vida Urbana

Terreno de permuta está em área ambiental protegida, garante corretor

Fábio Henriques disse achar estranho que um detalhe tão relevante não tenha entrado na pauta de discussões entre parlamentares ou pelo Ministério Público.




Angélica Nunes
Do Jornal da Paraíba

A área em que o Governo do Estado pretende permutar com a empresa Futura para a construção de um shopping em Mangabeira está inserida em uma Zona de Proteção Especial (ZEP 2) e não poderia estar sendo negociada. A afirmação é do corretor de imóveis Fábio Henriques, que explica que o regulamento da Prefeitura de João Pessoa proíbe qualquer construção no terreno da empresa envolvida na transação, localizada no Geisel.

O corretor disse achar estranho que um detalhe tão relevante não tenha entrado na pauta de discussões entre parlamentares ou pelo Ministério Público. “Estão discutindo valores imobiliários dos terrenos, se é viável a construção de um shopping, se a transação é legal, mas ninguém atinou que a área onde se pretende construir o empreendimento é vedada a construção de qualquer imóvel, seja público ou privado”, disse o corretor.

De acordo com Fábio Henriques, a Prefeitura tem um mapa onde constam as áreas de acordo com categorias determinadas pelo direito ambiental e por legislações municipais, como a que proíbe que as construtoras ergam imóveis superiores a três andares na orla da Capital. “Nesse mapa consta que a área de Mangabeira, onde funciona o terreno da Acadepol, é uma ZEP 2, de modo que a Prefeitura já teria se pronunciado sobre a inviabilidade da construção do shopping”, afirmou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.