Vida Urbana

Suspeitos de linchar homem que bateu em mulher são identificados

De acordo com o delegado,pelo menos 20 pessoas participaram do crime. 




Pelo menos 20 pessoas foram identificadas pela Polícia Civil como suspeitas de participação no linchamento de um homem de 40 anos na cidade de Juazeirinho, no Seridó do Estado. Paulo Gilvani Barbosa de Araújo foi morto pelos moradores após tentar matar a ex-esposa com uma barra de ferro, no domingo (25). Testemunhas começaram a ser ouvidas na terça-feira (27).

Segundo o delegado que investiga o caso, Gilson Teles, os suspeitos identificados participaram do crime de forma direta e indireta. “Estamos começando a ouvir essas pessoas. Ao todo já são 20 suspeitas de participação direta e indireta. A intenção da polícia é investigar para identificar essas pessoas, que vão responder por esse ato criminoso”, explicou o delegado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Paulo Gilvani foi atrás da mulher e começou a agredi-la com uma peça de uma motocicleta, por não aceitar o fim do relacionamento há dois anos. Outro homem teria tentado intervir nas agressões, mas também foi espancado. Depois disso, vizinhos se reuniram e atacaram o agressor

A ex-esposa de Paulo, Silvana Miguel da Silva, 41 anos, e um jovem, identificado como José Leandro Rodrigues Dias, 25 anos, ficaram feridos durante o tumulto e foram socorridos para uma unidade hospitalar, em Taperoá. José Leandro foi liberado e prestou depoimento na delegacia de Soledade. Já Silvana foi chegou a ser transferida para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina e em seguida liberada.

Uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC), esteve no local do crime para realização de uma perícia, o laudo deve sair em 30 dias e vai revelar o que ocasionou a morte do homem. O caso segue em investigação pela delegacia de Polícia Civil.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.