Vida Urbana

Suplente de vereador de Caaporã é autuado por desacato após 'fura' barreira sanitária

Homem já havia passado outras vezes fazendo descaso dos profissionais de saúde.




Foto: Divulgação/Prefeitura de Caaporã

Um homem foi conduzido à delegacia na tarde desta quarta-feira (27), após tentar ‘furar’ uma barreira sanitária montada pela prefeitura de Caaporã, no Litoral Sul da Paraíba, para evitar a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) no município. Fábio Francisco da Cunha Santos é suplente de vereador pelo PRB e, segundo informações da polícia, foi detido por desacato após ter atacado a equipe de saúde que estava no local.

A barreira sanitária havia sido montada na rodovia PB-44, numa localidade conhecida por ‘Pindorama’. Segundo a polícia, ao passar pelo local, em seu veículo, Fávio Santos foi abordado pelos profissionais que estavam trabalhando no local e não atendeu a ordem de parada.

Ainda conforme a polícia, o homem já havia passado duas outras vezes pela barreira e em todas as ocasiões, sem uso de máscara, ao ser orientado pelos componentes da equipe de saúde sobre a necessidade da utilização do equipamento de proteção individual fez descaso do serviço e das medidas que estão sendo adotadas pelo município para conter o avanço do coronavírus.

Nesta quarta-feira, além de ‘furar’ a barreira, Fábio Santos teria desacatado o profissional de saúde, bem como os demais pessoas da equipe, o chamando de ‘palhaço’ e de ‘moleque’. Devido ao incidente, a Polícia Militar foi chamado para comparecer ao local e, após ouvir ambas as partes, conduziu a todos para a delegacia de plantão. Foi protocolado um Termo Circunstanciado.

Em sua conta pessoal no Instagram, Fábio Santos gravou um vídeo em que critica o fato de ter sido autuado por não estar usando máscara. “Tenho 43 anos de idade e nunca tive problema sequer com a Justiça’, disse, indagando se seria justo ser conduzido até a delegacia por estar transitando sem máscara dentro do seu veículo. “Eu estava sozinho no carro, sem a minha família. Tem que usar máscara, eu acho correto a barreira sanitária, tem que haver, mas peço que tem que haver uma capacitação melhor dessas pessoas porque ninguém está acima da lei”, destaca em alguns trechos do vídeo.

 

 

Situação

 

O município de Caaporã é um sétimo  município mais afetado com casos confirmados de Covid-19 na Paraíba. Segundo dados do último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgados nesta quarta-feira (17), a cidade já acumula 278 casos positivados para coronavírus e quatro mortos.

A Prefeitura Municipal de Caaporã está com barreira sanitária ativas para evitar a proliferação do novo coronavírus desde o último dia 12 de maio. Elas foram instaladas na entrada de Caaporã, das 07h às 16h, na divisa com Alhandra e Pitimbu e o município de Goiana (PE). Os veículos passam por desinfecção nas maçanetas, pneus, volantes e puxadores.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.