Vida Urbana

Só uma testemunha é ouvida no 1º dia

Depoimento do ex-motorista também será tomado novamente; júri do caso Eliza Samudio é composto por seis mulheres e um homem.




Durante primeiro dia do julgamento dos acusados de matar Eliza Samudio, ex-namorada do goleiro Bruno Fernandes, só uma pessoa foi ouvida: o ex-motorista de Bruno Cleiton da Silva Gonçalves. Ele afirmou que ouviu Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro, dizer que Eliza "já era" e que seu corpo havia sido jogado para cães.

A afirmação foi dada após ser questionado pelo promotor Henry Castro. O depoimento do ex-motorista também será tomado novamente. O promotor deve fazer mais perguntas a ele.

A sessão foi encerrada pela juíza Marixa Rodrigues por volta das 19h45 (horário de Brasília) e será retomada hoje, às 9h. Duas delegadas que investigaram o crime serão ouvidas. O júri do caso Eliza Samudio é composto por seis mulheres e um homem.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.