Vida Urbana

Sisu 2019 abre inscrições nesta terça com mais de 12,8 mil vagas na Paraíba

Vagas são oferecidas em 276 cursos das universidades federais e estaduais.




Inscrições do Sisu termina nesta sexta-feira (25). Foto: Reprodução/MEC

Tem início nesta terça-feira (22), as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Na Paraíba, estão sendo ofertadas 12.853 vagas em 276 cursos das universidades federais e estaduais do estado. Ao todo, serão ofertadas 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Podem participar os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e não tiraram nota zero na prova de redação.

A Paraíba tem quatro instituições de ensino superior que selecionam estudantes por meio do Sisu. A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) oferta 7.842 vagas em 124 cursos, a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), 3.160 vagas em 76 cursos, o Instituto Federal da Paraíba (IFPB), 1.350 vagas em 37 cursos, e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), 501 vagas em 39 cursos.

O número total de vagas para este ano é um pouco menor que o ofertado para o primeiro semestre de 2018, quando foram oferecidas 15.182 vagas para as universidades públicas da Paraíba.

A maior queda no número de vagas está na UEPB. Em 2018, a instituição ofertou 2.717 e apenas 501 este ano. Somente a UFCG aumentou o número de vagas, enquanto que o IFPB e UFPB também dimuíram. Em todo o país, são ofertadas 235.461 vagas em 129 instituições.

Inscrições

A consulta e inscrição devem ser feitas no site do Sisu até a próxima sexta-feira (25). Os candidatos poderão se inscrever no processo seletivo em até duas opções de vaga, especificando, em ordem de preferência, as suas opções em instituição de educação superior participante, com local de oferta, curso e turno, e a modalidade de concorrência.

O resultado será divulgado no dia 28 de janeiro. A matrícula dos selecionados deve ser feita de 30 de janeiro a 4 de fevereiro.

Do dia 28 de janeiro ao dia 4 de fevereiro, os estudantes que não foram selecionados na chamada regular, em nenhuma das opções, podem manifestar o interesse em participar da lista de espera. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro.

A principal novidade deste ano é que os estudantes que forem selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.

Nota de corte

Uma vez por dia, o sistema do Sisu divulga as notas de corte de cada um dos cursos disponíveis. Trata-se de uma estimativa com base nos candidatos inscritos até o momento. Embora não seja uma garantia da vaga, é possível usar a informação para orientar a escolha.

Durante o período de inscrição no Sisu, o candidato pode consultar, em seu boletim, a classificação parcial na opção de curso escolhido. A classificação parcial é calculada a partir das notas dos candidatos inscritos na mesma opção. Trata-se, assim como a nota de corte, de uma referência e não de um garantia de vaga.

Durante o período de inscrição, o candidato pode modificar a opção de curso quantas vezes quiser. Será considerada no processo seletivo a última opção confirmada pelo estudante.

Aplicativo

Os candidatos podem acompanhar a inscrição pela internet, no site do Sisu, ou pelo aplicativo do sistema de seleção. Pelo app, é possível ter acesso às classificações parciais e notas de corte, ver o resultado final e a lista de aprovados.

Para ter acesso a resultados de edições passadas do Sisu e comparar a própria nota com as notas de corte anteriores, os estudantes podem acessar, gratuitamente, um simulador, desenvolvido pelo Ministério da Educação.

Ao entrar na página do simulador, o estudante coloca suas notas das disciplinas de ciências da natureza, ciências humanas, linguagem, matemática e redação de qualquer das edições do Enem que tenha participado. Depois, marca a alternativa “ampla concorrência” ou “lei de cotas” e, se desejar, usa os filtros disponíveis.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.