Vida Urbana

Servidores federais fecham a Epitácio Pessoa em protesto contra o governo

Categorias criticam medidas do governo federal, principalmente o corte de recursos para o funcionalismo público.



Umberlândia Cabral
Umberlândia Cabral
Servidores questionam o ajuste fiscal do governo da presidente Dilma Rousseff

Servidores federais bloquearam o trânsito na Avenida Epitácio Pessoa em um protesto na manhã desta quarta-feira (23). Eles questionam o ajuste fiscal do governo da presidente Dilma Rousseff, principalmente o corte de recursos para o funcionalismo público. A manifestação faz parte de uma mobilização nacional.

O protesto teve início depois das 8h em frente ao prédio da Receita Federal e bloqueou os dois sentidos da Epitácio Pessoa. Servidores e professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), funcionários da Receita, da Previdência e dos Correios participam do ato. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) também se envolveram

“São R$ 25 bilhões de corte no serviço público, o nosso aumento que estava programa apara janeiro foi para agosto e os concursos foram cortados. Por essas e outras medidas nós estamos protestando aqui”, afirmou o professor da UFPB Jaldes Menezes, justificando o protesto.

Por volta das 9h20, o trânsito foi liberado no sentido Centro-Praia e cerca de 10 minutos depois os manifestantes desocuparam a via e ficaram apenas na calçada do Ministério da Fazenda.

“ Esse movimento representa muito porque é um dia de paralisação nacional de todas categorias que estão em greve ou estão em litígio com o governo. É esse movimento que vai negociar a pauta unificada dos servidores públicos federais”, afirmou o secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Previdência e Trabalho da Paraíba (SindsprevPB), Aurelino Sousa.

(Atualizada às 9h50)


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.