Vida Urbana

Serviço de fisioterapia em CG ajuda a diminuir fila de espera

Em quase dois meses, foram atendidos 50% dos usuários que precisavam de atendimento e aguardavam realização dos procedimentos.




A fila de espera da Unidade Municipal de Fisioterapia e Centro de Referência ao Portador de Necessidades Especiais (Cranesp) localizados no Serviço Municipal de Saúde, no bairro da Prata, em Campina Grande, está diminuindo. Em quase dois meses, já foram atendidos 50% dos 40 usuários que estavam precisando de atendimento na área e que aguardavam a realização dos procedimentos. Segundo o setor de Serviço Social da Unidade, são 1.200 atendimentos mensais, desde Traumaortopedia a Neurologia.

Segundo o coordenador da Unidade e do Cranesp, Luciano Medeiros, cerca de 60 profissionais trabalham durante todo o dia, atendendo pacientes de todas as faixas etárias encaminhados pela Atenção Básica. “Os atendimentos funcionam desde as 8h até as 18h, de segunda-feira a sexta-feira. Na Unidade de Fisioterapia funcionam tratamentos de Traumaortopedia, Reumatologia e Cardiorespiratório. Já no Centro, voltado a pessoas com necessidades especiais, o atendimento se volta à área de Neurologia. Além dos fisioterapeutas, o serviço também oferece tratamento com fonoaudiólogo, psicólogo, psicopedagogas e assistentes sociais”, explicou.

Conforme o Serviço Social do local, cerca de 1.200 pessoas são atendidas por mês nos dois núcleos e a fila de espera já diminuiu em 50% desde janeiro. A coordenação informou que existem vagas para serem preenchidas e pediu que os pacientes que ainda aguardam na fila entrem em contato, para que seu tratamento seja iniciado o mais rápido possível. Além do Serviço Municipal de Saúde, outras unidades de Fisioterapia também funcionam nos bairros do Catolé e Palmeira, além dos distritos de São José da Mata e Galante.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.