Vida Urbana

Secretaria de Saúde da PB divulga guia com recomendações para festas de fim de ano

Principal recomendação é para que as pessoas façam festas apenas com pessoas que residem na mesma casa.




Faltando pouco mais de 20 dias para o Natal, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou nesta quarta-feira (2), um guia de recomendações sanitárias para as festividades de fim de ano. O intuito do documento é orientar gestores, trabalhadores e a população em geral, sobre reuniões familiares, confraternizações no ambiente de trabalho, planejamento para compras e viagens.

+ Confira o guia de recomendações para as festividades de fim de ano

O documento reforça orientações gerais para este período de pandemia, como evitar aglomerações, dar preferência a reuniões e encontros virtuais, respeitar o distanciamento entre as pessoas e usar a máscara.

O secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, acredita que as pessoas estão se perguntando como será a ceia de Natal e o Réveillon com as recomendações de distanciamento. Ele lembrou que evitar toques com as mãos e cotovelos continua sendo fundamental para não propagar o vírus.

Beltrammi falou que a recomendação é para que as pessoas façam a ceia de Natal e a festa de Réveillon apenas com a presença de pessoas que residem na mesma casa. Segundo o secretário, por mais que amigos, familiares, avós, netos, pais e filhos estejam com muita saudade do convívio próximo, este não é o momento de afrouxar as restrições.

Para os prefeitos e outros gestores municipais, o guia traz orientações sobre a realização de eventos natalinos. Como medida restritiva para evitar aglomeração, fica proibido o chamamento da população para recepcionar o Papai Noel ou para a abertura de qualquer outro tipo de ação desse tipo. O documento também recomenda a proibição do contato direto ou muito próximo de crianças e adultos com a pessoa que interpreta o Papai Noel.

Sobre as confraternizações em ambiente de trabalho, uma das recomendações é de priorizar a reunião setorial, com as pessoas que se tem contato diariamente, e evitar as festas em que todos os colaboradores da instituição participam. Para as tradicionais trocas de presentes, a orientação é permanecer de máscara durante a troca e assegurar a higienização das mãos ao entregar o presente.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.