Vida Urbana

Saúde anuncia força-tarefa contra sarampo em JP, Bayeux, Santa Rita e Conde

"Operações Limpeza" pretende ir de casa em casa, nesses quatro municípios, vacinando moradores contra a doença.




Da Redação
Com Secom-PB

A partir da próxima semana, haverá "operações limpeza" com vacinação contra o sarampo, de casa em casa, nos municípios de João Pessoa, Bayeux (um caso), Santa Rita (dois) e Conde (um).

Será uma força-tarefa executada principalmente pelas equipes de Saúde da Família dos quatro municípios, com o apoio do Ministério da Saúde (MS) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O objetivo é conter o surto da doença no Estado, que começou em João Pessoa. Além dos 30 casos confirmados, 15 ainda estão em investigação. Outros 34 foram descartados por exames laboratoriais.

A gerente de Vigilância em Saúde da SES, Cleane Toscano, lembrou que a vacinação, mesmo na "operação limpeza", é seletiva e deverá ser feita nas pessoas não vacinadas, com idades entre 1 e 49 anos. Ela informou que os outros 219 municípios do Estado também estão implementando esforços para evitar que o surto se espalhe, intensificando a vacinação de rotina nas unidades de saúde. A estratégia adotada foi diferente, porque, até agora, os casos confirmados se concentram em quatro cidades.

Prioridade

Os quatro municípios prioritários para a execução do plano de contenção do surto de sarampo no Estado foram orientados por técnicos do MS e da SES a fecharem as salas de vacinas das unidades de saúde e colocarem as equipes nas ruas, identificando e vacinando a população suscetível. Eles também foram orientados a requisitar, se necessário, o apoio de universidades e faculdades, que tenham alunos treinados em salas de vacina, para se juntarem aos profissionais das equipes Saúde da Família, na vacinação.

“Nos municípios com casos confirmados da doença, não podemos esperar que a população procure os postos de saúde espontaneamente, porque isso não acontece na velocidade necessária. A transmissão do sarampo é muito rápida e precisamos chegar antes do vírus. Esta é a estratégia que deve ser implementada daqui para frente, nos municípios com casos confirmados”, afirmou Cleane Toscano.

Doença grave

O sarampo é uma doença grave e considerada uma emergência em saúde pública de interesse internacional. Entre 1964 e 1971, o sarampo era a principal causa de mortes de crianças entre 1 e 4 anos de idade, segundo estudo da Organização Pan-americana da Saúde (Opas). Na década de 70, o sarampo matava 5% dos infectados, no Brasil. Na Paraíba, todos os casos confirmados até agora evoluíram para a cura.

Até agora, todos os casos confirmados na Paraíba estão sendo considerados importados, pois o vírus causador é o B3, que circula na África do Sul. Em João Pessoa, os casos suspeitos estão disseminados em vários bairros, a exemplo de Manaíra, Aeroclube, Cidade Universitária, Geisel, Jardim Oceania, Miramar, José Américo, Brisamar, Valentina, Mussumagro, Bessa, 13 de Maio, Alto do Mateus, Cristo, Torre, Mangabeira, Mussumagro, Boa Esperança e Jardim Planalto.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.