Vida Urbana

Rouquidão pode até ser sintoma de câncer

Dependendo da gravidade e do fator que causou o problema, a rouquidão pode ser passageira ou crônica e evoluir até para uma doença mais séria. 
 



Divulgação
Divulgação
De acordo com o otorrinolaringologista Marcos Sodré, a rouquidão pode ser causada por diversos fatores

A rouquidão geralmente é caracterizada como qualquer alteração na voz, seja em decorrência de um resfriado, maus hábitos alimentares ou ingestão de substâncias agressivas ao sistema fonador, como o álcool. O sintoma da rouquidão pode acontecer devido ao uso incorreto da voz, dificuldades durante a fala e até mesmo ser um dos sintomas de câncer de laringe. Para um diagnóstico definitivo, é preciso estar atento ao tempo que dura a rouquidão. Se o problema persistir por mais de sete dias, é necessário procurar um especialista.

Quem está mais vulnerável a sofrer de uma rouquidão são os profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho, como os professores, cantores, jornalistas, etc. Falar repetidas vezes por tempo prolongado e sem interrupções pode causar danos às cordas vocais, como nódulos e cistos. De acordo com o otorrinolaringologista Marcus Sodré, a rouquidão pode afetar também os fumantes e surgir de doenças inflamatórias, bem como os traumatismos e acidentes na região do pescoço.

Dependendo da gravidade e do fator que causou o problema, a rouquidão pode ser passageira ou crônica e evoluir até para uma doença mais séria. “Pode levar a uma rouquidão transitória ou definitiva causando um prejuízo nas relações pessoais e profissionais, já que a voz é importante ferramenta de relacionamento entre as pessoas”, disse o médico.

E um dos profissionais que não dispensa o uso da voz por muitas horas durante o dia é o professor. Um exemplo de quem desgastou bastante as cordas vocais é o professor Vinicius Rodrigues, que leciona há mais de 20 anos. Hoje ele sofre de uma rouquidão crônica decorrente de uma faringite. “Acredito que o problema surgiu mesmo por conta da profissão e sei que minha voz não é mais a mesma de 20 anos atrás”, lamenta. O professor conta que quando os sintomas apareceram, ele procurou um médico e também fez aulas de técnica vocal para amenizar o problema, mas devido ao esforço em sala de aula a rouquidão sempre aparece.

O excesso de bebida alcoólica e o refluxo gastroesofágico também são outros vilões da voz e podem causar rouquidão, o ácido presente no álcool e nos líquidos do refluxo podem causar danos à laringe. “Sem dúvida que o refluxo pode causar irritação na laringe e por consequência nas pregas vocais, levando ao pigarro e tosse seca, o que causa uma inflamação repetida na superfície destas estruturas causando a rouquidão”, explica Marcus Sodré. Além dos agentes causadores já citados, o sintoma da rouquidão pode surgir também por meio da ingestão de determinados alimentos. (Especial para o JP)


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.