Vida Urbana

Rio Taperoá tem 4ª enchente no ano e açude se mantém cheio; veja vídeo

Açude Manoel Marcionilo se mantem cheio e aumentou a vazão de água para Boqueirão. 



Toinho Patativa
Toinho Patativa
Com a enchente, sangria do reservatório aumentou a vazão

O Rio Taperoá, localizado na cidade de mesmo nome, no Cariri da Paraíba, registrou uma cheia pela quarta vez este ano, na manhã desta terça-feira (9). Com o alto volume de água, o açude Manoel Marcionilo, onde o rio desemboca, se mantem cheio e aumentou a vazão para o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão. A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) ainda não tem dados oficiais.

As chuvas registradas na noite de segunda-feira (8) e madrugada de terça têm deixado os moradores da região otimistas. Um morador de Taperoá, conhecido como Toinho Patativa, contou que choveu nas cidades de Livramento e Cacimbas para que o açude voltasse a aumentar a vazão da sangria.

A primeira enchente registrada esse ano aconteceu no dia 16 de março e o reservatório aumentou em dez vezes o volume de água. Segundo a Aesa, o açude passou de 3,2% para 37,5% da capacidade. Na época, acumulava cerca de 5,6 milhões de metros cúbicos de água. 

Já no dia 13 de abril, o reservatório voltou a acumular água após a segunda enchente no rio Taperoá. No período a Aesa não divulgou dados oficiais porque havia decretado ponto facultativo no órgão. 

Só em 29 de abril o reservatório alcançou 100% da capacidade total, que é cerca de 15,1 milhões de metros cúbicos de água . Em seu fluxo natural, a água que sai do reservatório Manoel Marcionilo segue para um açude localizado na cidade de Santo André e depois deságua no Rio Paraíba, indo direto para o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.