Vida Urbana

Recife: uma imersão na cultura e história nordestina; confira galeria de fotos

Recife fica a 120km de João Pessoa, uma viagem rápida de 2h de carro.



Tiago Bernardino / Jornal da Paraíba
Tiago Bernardino / Jornal da Paraíba
Estátua de Maurício de Nassau na Praça da República, no bairro do Recife. Ao fundo o Palácio das Princesas, sede do Governo do Estado de Pernambuco.

Recife, erguida no encontro dos rios Capibaribe e Beberibe, a Veneza brasileira exibe em suas ruas e pontes a história e a cultura do Nordeste. A capital pernambucana, que fica a apenas 120km de João Pessoa, oferece a seus visitante várias opções de entretenimento, lazer e cultura.

Em uma viagem rápida, de duas horas, pela BR-101 podemos chegar a Recife, o que torna a cidade um destino bastante atrativo para uma viagem de curta duração, seja com a família para aproveitar os atrativos culturais da cidade, ou para as compras nos centros comerciais da cidade, ou até mesmo para a badalada vida noturna.  Preparamos um roteiro de museus e locais que podem ser visitados em um dia, um passeio para toda a família, sem restrições de idade e repleto de belezas naturais, cultura e história.

O antigo armazém 10 do Porto do Recife hoje abre suas portas para o Cais do Sertão, um museu com 2.000 m² dedicados à história e cultura do sertanejo. O dia a dia e a resiliência do sertanejo é apresentado em uma exposição permanente sobre a cultura e os personagens que brotaram da seca e da aridez do Sertão, retratando com a ajuda de um de seus mais célebres cicerones: Luiz Gonzaga. Com bastante tecnologia, o museu oferece um passeio no infinitivo do Sertão, a partir dos verbos viver, trabalhar, cantar, ocupa, crer, migrar e criar.

O filme Sertão Mundo, do cineasta Marcelo Gomes, engole o público logo na entrada do museu. O curta produzido exclusivamente para fazer parte do acervo do museu mostra em 17 minutos, como é a rotina diária do sertão. A projeção ocorre em quatro telas (uma delas direcionada para o chão) que criam uma situação imersiva. As imagens promovem uma viagem através dos séculos, que começa em um passado onde havia mar na região e leva a um eclético bar situado em Varzinha (distrito de Serra Talhada), em meio a fósseis, motocicletas e skates.

A distância de alguns passos, no Bairro do Recife, é possível conhecer as marcas deixadas pela invasão holandesa no Brasil. Grandes casarões, palacetes, pontes e obras de arte em todos os lugares. Em frente à histórica praça do Arsenal fica o “Paço do Frevo”, é um espaço dedicado à  pesquisa, lazer e formação nas áreas da dança e música do frevo. No local os visitantes não são só observadores, eles são convidados a escrever a sua história nas paredes do museu, além da imersão em um universo de personalidades, histórias, memórias e experimentar o carnaval pernambucano durante o ano inteiro.

Nas proximidades da praça do Arsenal fica, também, a Embaixada de Pernambuco, a residência oficial dos bonecos gigantes que tomam as ruas no carnaval de Recife e de Olinda.  E a poucos metros fica  a Sinagoga Kahal Zur Israel, a primeira sinagoga das Américas, conta um pouco da história dos judeus no Recife durante a dominação holandesa.

Entre os tantos museus que a cidade de Recife possui, um se destaca, não apenas pela imponência de sua arquitetura, mas também pelo seu acervo. É o Instituto Ricardo Brennand. O museu foi eleito o melhor da América Latina e o 17º melhor do mundo. O seu acervo conta com uma coleção permanente de objetos históricos e artísticos, que remontam até à baixa idade média, com destaque na documentação histórica e iconográfica relacionada ao período colonial e ao Brasil Holandês, incluindo a maior coleção do mundo de pinturas de Frans Post. Compondo o Instituto o Castelo de São João exibe mais de 3.000 peças de armas brancas, um dos maiores acervos do mundo.

Só na Cidade do Recife são 16 museus em funcionamento, possibilitando uma verdadeira imersão na cultura local, do Brasil e até do mundo. Além, é claro, do Bairro do Recife, que é um verdadeiro museu ao céu aberto, onde, em cada esquina um pouco da história do Brasil foi escrita e suas marcas podem ser vistas até hoje.

Serviço:

Cais do Sertão

Av. Alfredo Lisboa, s/n – Recife, PE.
Funcionamento:
Terça-feira à sexta-feira: das 9h às 17h,
Sábado: das 13h às 17h.
Oferece visitação gratuita nas quintas-feiras.
Informações:  (81) 3089-2974.

Paço do Frevo

Rua da Guia, s/n – Recife, PE.
Funcionamento
Terça-feira à sexta-feira: das 9h às 17h,
Sábados e domingos: das 14h às  18h.
Oferece visitação gratuita às terças-feiras.
Informações: (81) 3355-9500.

Embaixada de Pernambuco

Rua do Bom Jesus, 183 – Recife Antigo, Recife – PE
Funcionamento:
Abre todos os dias das 8h às 17h,
Entrada: R$ 10,0 0 | Gratuidade para crianças até 12 anos.
Informações: (81) 3224-5802

Sinagoga Kahal Zur Israel
Rua do Bom Jesus, 197 – Recife Antigo, Recife, PE
Funcionamento:
Terça-feira à sexta-feira: das 9h às 16:30
Domingo: das 14h às 17:30
Entrada: R$ 10,00
Informações: R$ 3224-8351

Instituto Ricardo Brennand
Alameda Antônio Brennand, s/n – São João, Recife – PE
Funcionamento:
Terça-feira à domingo: das 13h às 17h
Entrada: R$ 25,00
Informações: (81) 2121-0352

* O repórter viajou a convite da Prefeitura de Recife


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.