Vida Urbana

Receita apreende mais de R$ 3 milhões em mercadorias irregulares em João Pessoa

Óculos e caixas de som eram vendidos irregularmente no Centro da capital.




Cerca de 200 mil óculos e 2 mil caixas de som estão entre material apreendido (Foto: Receita Federal)

Cerca de 200 mil óculos e 2 mil caixas de som estão entre material apreendido (Foto: Receita Federal)

Mais de R$ 3 milhões em itens importados que estavam sendo comercializados em João Pessoa foram apreendidos pela Receita Federal nesta terça-feira (8). A operação “Iris II” combateu o contrabando e descaminho de mercadorias no comércio da capital e apreendeu aproximadamente 200 mil óculos importados irregularmente e 2 mil caixas de som falsificadas.

A ação aconteceu com apoio da Polícia Militar e o alvo foi uma loja situada na rua Duque de Caxias, região central de João Pessoa. De acordo com a Receita Federal, o estabelecimento já vinha sendo monitorado por suspeita de venda de mercadorias importadas sem o pagamento dos tributos devidos. Algumas das mercadorias apresentam indícios de falsificação.

A fiscalização também encontrou milhares de adesivos contendo o logotipo falsificado da marca. Os itens ficam retidos para perícia.

O nome da operação (“Iris II”) faz referência à parte mais visível do olho humano e, segundo a Receita Federal, foram tirados de circulação produtos potencialmente nocivos à saúde. “Um dos focos da ação é combater a concorrência desleal entre os comerciantes que estão em situação legal – que pagam seus tributos em dia -, e os vendedores de mercadorias irregulares”, afirmou o delegado da Receita Federal em João Pessoa, auditor-fiscal Marialvo Laureano dos Santos Filho.

Caso sejam confirmados os crimes, as mercadorias serão leiloadas e o valor arrecadado irá para o cofres da União. As mercadorias que representam risco comprovado à saúde do consumidor são encaminhadas para destruição.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.