Vida Urbana

Quase 750 mil paraibanos possuem diagnóstico de hipertensão arterial

Pesquisa do IBGE também mostra que estado tem maior percentual do NE entre consumidores de doces.




Ao menos 749 mil paraibanos possui diagnóstico médico de hipertensão arterial. A quantidade equivale a 25,1% da população com mais de 18 anos de idade, e é a 6ª maior do Brasil, acima das médias regional (23,1%) e nacional (23,9%). Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O diagnóstico de hipertensão é mais comum entre mulheres (27,7) que entre homens (22%), e tem ocorrência de 21,8% na faixa etária de 30 a 59 anos, com maioria dos diagnosticados, cerca de 63,4%, no grupo de 75 anos de idade ou mais.

Das pessoas diagnosticadas com hipertensão na Paraíba, cerca de 86,2% tomaram medicamentos receitados para controlar a doença, nas duas semanas que antecederam a pesquisa. O indicador é igual à média do Nordeste, mas ficou abaixo da média nacional (86,9%).

Sobre outras doenças, o IBGE divulgou que 7,5% tinha diagnóstico de diabetes; 12,2% tinha colesterol alto; 4,3% de doenças cardiovasculares; 2,1% de câncer e 3,2% de asma.

Consumo regular de alimentos doces

 

A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) também mostrou que o consumo regular de alimentos doces é uma prática de 15m8%, em cinco dias ou mais na semana, na Paraíba. Somente 9,6% dos adultos que moram no estado concomem hortaliças e frutas, conforme o recomendado.

Ainda segundo a pesquisa, cerca de 46,5% das pessoas com 18 anos de idade ou mais são insuficientemente ativas, ou seja, não praticam atividade física por menos do que 150 minutos por semana. Esse é o segundo maior percentual do país.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.