Vida Urbana

Quantidade de testes do pezinho feitos na Paraíba cai 11% em 2020, aponta SES

Especialistas acreditam que redução tenha relação com a pandemia do novo coronavírus.




Foto: Agência Brasil

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES), a quantidade de testes do pezinho, exame feito em bebês recém-nascidos para detectar e prevenir doenças genéticas ou congênitas, caiu cerca de 11% nos últimos seis meses, em comparação ao mesmo período do ano passado. O exame pode constatar até seis doenças, e a falta dele pode dificultar possíveis tratamentos.

Nos primeiros cinco meses de 2018, mais de 15 mil testes do pezinho foram aplicados no estado. No ano seguinte, em 2019, a quantidade de testes passou dos 17 mil, e entre os meses de janeiro e maio de 2020, caiu para 15.900, o equivalente a uma redução de 11,3%.

A SES estima que pelo menos 1.800 crianças nascidas na Paraíba não tenham feito o teste do pezinho em 2020, e há indícios de que essa redução tenha relação com a pandemia do novo coronavírus, já que o cenário epidemiológico do estado faz com que o isolamento social seja necessário.

Em todo o estado, há pelo menos 200 pontos de atendimento médico que fazem a coleta do material para o teste do pezinho. O procedimento pode ser feito tanto pela rede privada de saúde quanto pelo SUS, que é responsável por cerca de 80% do total dos testes aplicados por ano.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.