Vida Urbana

Prorrogada as inscrições para moradias no Centro Histórico de JP

As inscrições devem ser feitas entre 8h e 14h na Secretaria Municipal da Habitação.



Divulgação/Secom-JP
Divulgação/Secom-JP

O prazo de inscrições para os interessados em morar em um dos 17 apartamentos dos casarões da Rua João Suassuna, no Centro Histórico de João Pessoa, foi prorrogado para a próxima segunda-feira (8). As inscrições devem ser feitas entre 8h e 14h na Secretaria Municipal da Habitação.

Para se habilitar a um dos apartamentos, os interessados não podem possuir outros imóveis e precisam apresentar renda familiar bruta mensal de R$ 1.600 até R$ 3.275. A seleção dos 17 proprietários será feita pela Caixa Econômica Federal, que vai analisar critérios como o tempo em que a família reside em João Pessoa, renda total, vínculo com a cultura e a arte, e proximidade entre o local de trabalho e os apartamentos.
 
A Secretaria Municipal da Habitação é localizada na Avenida Engenheiro Leonardo Arcoverde, Nº 121, no bairro de Jaguaribe. Os interessados devem comparecer ao local portando todos os documentos necessários. De acordo com dados da Secretaria Municipal da Habitação (Semhab), foram registradas 40 famílias inscritas até o final dessa quinta-feira (4).
 
 Confira os documentos que são necessários para a inscrição no financiamento:
 
-RG e CPF
-Certidão de Estado Civil
-Três últimos contracheques
-Declaração de Imposto de Renda
-CTPS
-Extrato FGTS
-Comprovante de residência atualizado (há pelo menos cinco anos)
-Extrato bancário
-Comprovante de despesas (fatura de cartão de crédito, água, luz, telefone, internet, plano de saúde)

Os imóveis 

De acordo com a secretaria de comunicação de João Pessoa, os oito casarões da Rua João Suassuna passaram recentemente pelo processo de arqueologia, que precede qualquer intervenção em edificações de valor patrimonial, como está previsto em lei. O trabalho tem como objetivo resgatar elementos que fazem parte da história e cultura da cidade, consistindo na coleta de dados através de pesquisa histórica e arqueológica.
 
Com o cumprimento das etapas de arqueologia e de seleção das famílias beneficiadas, a PMJP poderá dar início às obras de revitalização dos casarões, que será realizada pela empresa vencedora do chamamento público para a obra, a Borges e Santos.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.