Vida Urbana

Projeto vai levar serviços para comunidade carente em Campina Grande

Projeto, desenvolvidos por 50 jovens de CG vai oferecer gratuitamente a comunidade serviços odontológicos para crianças e adultos, atendimentos médicos e corte de cabelo.




Alberto Simplício
Do Jornal da Paraíba

Há mais de cinco anos em situação precária, sem direito a saneamento básico e expostas a diversos riscos sociais desencadeados pela situação de miséria em que vivem, 70 famílias da invasão próxima ao ginásio O Meninão, em Campina Grande, terão neste domingo (29) um dia para se sentirem mais cidadãos. O projeto social Kainos, desenvolvidos por 50 jovens de Campina Grande, em parceria com algumas instituições da cidade, vai oferecer gratuitamente a comunidade serviços odontológicos para crianças e adultos, atendimentos médicos e corte de cabelo.

O ‘Amor em Ação’, que iniciará a partir das 8h no ginásio, vai propiciar ainda momentos de entretenimento, através de apresentações teatrais, oficinas de desenho e equipamentos de lazer como pula pula, cama elástica, entre outros. De acordo com um dos coordenadores do projeto, Janderson Reis, durante a visita dos voluntários a comunidade, eles detectaram que as pessoas são extremamente carentes e vulneráveis à problemas como a violência, desencadeada sobretudo em decorrência das drogas.

Eduardo Nunes é um dos moradores mais antigos do local. Assim como os demais, ele vive em um barraco, que serve de lar para 11 pessoas, entre esposa, filhos e netos. “A situação é muito difícil. Na hora de dormir, é o maior aperto. Sou pedreiro quando aparece serviço, mas a maior parte da minha renda vem do lixo catado nas rua. Eu não pensava duas vezes se me oferecessem um local melhor para viver. Aqui a gente vive com o coração na mão, tem muita violência e droga”, desabafa.

De acordo com a coordenação do projeto Kainos, qualquer pessoa que estiver interessada em aderir a causa, pode contribuir tornando-se mais um voluntário ou doando roupas e alimentos que serão entregues às famílias. Mais informações sobre como participar da iniciativa do Kainos pelos telefones (83) 8899-3955 / 8883-8183.

Semas

Conforme a secretária municipal de Ação Social (Semas), Crisélia Dutra, recentemente uma equipe de assistentes sociais visitou a invasão e promoveu um novo cadastramento de pessoas, que apontou a existência de 70 famílias vivendo no local. Ela informou que elas estão fazendo parte do cadastro dos programas habitacionais da prefeitura.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.