Vida Urbana

Projeto para implantação de VLT em CG é assinado

Equipe responsável pela elaboração do projeto já está em CG para visita técnica. Primeira composição deve ser concluída em Setembro.




A equipe técnica responsável pela elaboração do projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), chegou no início da tarde de ontem a Campina Grande, para assinatura do contrato firmado entre a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) e o professor do Departamento de Mobilidade Urbana da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Nilson Nunes, líder da equipe que fará o estudo.

Segundo o superintendente da STTP, Salomão Augusto, ontem o professor da UFMG participou de uma reunião para apresentar os detalhes técnicos do projeto e assinar o contrato com a Prefeitura. “Nilson fará uma visita técnica à malha ferroviária da cidade, para conhecer de perto nossa realidade e as condições de mobilidade urbana do município”, explicou.

De acordo com Salomão, o investimento para elaboração do projeto é cerca de R$ 40 mil. O superintendente destacou ainda, que o professor foi escolhido para comandar o trabalho por ter sido responsável pela implantação do VLT em cidades como Arapiraca, em Alagoas e nos municípios do Crato, Juazeiro e Barbalha, no Ceará. A previsão é que o projeto seja concluído no início de fevereiro.

O metrô de superfície vai melhorar a mobilidade urbana na cidade, atendendo inicialmente os bairros de Bodocongó, Pedregal, Malvinas, Quarenta, São José, Estação Velha, Tambor, Catolé, Distrito Industrial, além do distrito de Galante, que já são equipados com malha ferroviária, o que diminui os custos operacionais de instalação do VLT.

O sinal verde já foi emitido pela Companhia Ferroviária do Nordeste (CFN), detentora da malha ferroviária na região de Campina Grande, o que segundo Salomão irá agilizar a implantação do novo sistema de transporte na cidade. De acordo com ele, a previsão é que a primeira composição do VLT esteja concluída em setembro de 2012.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.