Vida Urbana

Profissionais da saúde e de serviços essenciais passam a ter prioridade nos testes para Covid-19

Lei federal foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta.




Foto: Secom/PA

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que garante a prioridade na realização de testes da Covid-19 para profissionais essenciais ao controle de doenças e à manutenção da ordem pública, que estiverem em contato direto com portadores ou possíveis portadores do novo coronavírus. De acordo com a Lei nº 14.023/2020, publicada Diário Oficial da União desta quinta-feira (9), esses trabalhadores deverão ser tempestivamente tratados e orientados sobre sua condição de saúde e o retorno ao trabalho.

Durante a pandemia, o poder público e os empregadores ou contratantes desses profissionais fornecerão, gratuitamente, os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados pela Anvisa, de acordo com os protocolos indicados para cada situação. A lei abrange profissionais que trabalham ou sejam convocados a trabalhar nas unidades de saúde durante o período de isolamento social ou que tenham contato com pessoas ou com materiais que ofereçam risco de contaminação pelo novo coronavírus.

De acordo com o texto, são considerados profissionais essenciais aqueles que atuam nos sistemas de saúde, segurança e assistência social e outros, como cuidadores idosos, pessoas com deficiência ou com doenças raras; biólogos, biomédicos e técnicos em análises clínicas; coveiros e demais trabalhadores de serviços funerários e de autópsias; profissionais de limpeza e que atuem na cadeia de produção de alimentos e bebidas; aeroviários e controladores de voo.

De acordo com dados da Secretaria de estado da Saúde (SES), divulgados nesta quarta-feira(8), foram confirmados 3.973 casos de covid-19 em profissionais da saúde na Paraíba. As profissões com maior registro de casos foram os técnicos ou auxiliares de enfermagem, que representam 29%, seguido dos enfermeiros (18%), médicos (12%), Agentes Comunitários de Saúde (7%) e fisioterapeuta (4%).

Os profissionais de saúde representam 8% do total de casos confirmados da Covid-19 na Paraíba, que chegou nesta quarta-feira a 56.344 casos de Covid-19 e 1.171 mortes pela doença.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.