Vida Urbana

Procon notifica mais de 30 estabelecimentos sob suspeita de abuso de preços em cimento e tijolos

Fiscalização aconteceu na quinta-feira (13), em cinco cidades da Paraíba.




Foto: Divulgação / Procon-CG

O Procon da Paraíba notificou 33 estabelecimentos de vendas de material de construção, durante uma fiscalização que apura o aumento dos preços do milheiro do tijolo e do cimento. A fiscalização foi feita na quinta-feira (13), em 52 lojas das cidades de João Pessoa, Cabedelo, Itabaiana, Pilar e Sapé.

A ‘Operação Construção’ foi desencadeada para investigar possíveis abusos de preços, após denúncias e reclamações e consumidores sobre os preços do milheiro do tijolo e do cimento. A alta apresentada pelos dois produtos foi de 56%.

Conforme os fiscais do Procon, os estabelecimentos notificados têm até cinco dias para apresentar notas fiscais de compra e venda dos produtos. Caso a prática seja comprovada, as empresas podem pagar multas de até R$3 milhões de UFR-PB, orçadas em R$51,78 até agosto de 2020.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.