Vida Urbana

PRF flagra mais de 16 mil condutores em excesso de velocidade

Segundo a PRF, fiscalização tem aumentando com a perspectiva de reduzir mortes. Em 2015,  o excesso de velocidade causou 302 acidentes nas rodovias paraibanas.



Francisco França
Francisco França
Conduta irregular é uma das principais causas de mortes no trânsito

Mais de 16 mil condutores já foram flagrados dirigindo com excesso de velocidade pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) este ano nas rodovias da Paraíba. A conduta irregular é uma das principais causas de mortes no trânsito. Em 2015, foram registrados 302 acidentes no Estado cuja causa presumível foi o excesso de velocidade, deixando 75 pessoas gravemente feridas e 22 mortos.

Na manhã deste sábado (10), um veículo de passeio foi flagrado trafegando com a velocidade de 187 km/h na BR-101 em um local devidamente sinalizado, indicando a velocidade máxima de 100 km/h. Também foram flagrados veículos de cargas e motocicletas cometendo irregularidades.

Segundo a PRF, a fiscalização tem aumentando e a perspectiva é que haja uma redução no número de mortes ao longo do ano. O radar fotográfico utilizado pela corporação é capaz de flagrar um veículo cometendo o excesso a mais de um quilômetro de distância. A PRF realiza operações de radares diariamente em diversos pontos das rodovias federais que cortam o estado da Paraíba. Os radares podem ser operados em qualquer parte do trecho, inclusive de forma sequenciada, sendo posicionados a poucos quilômetro de distância entre si.


Penalidades para os motoristas

Nos casos mais graves, com mais de 50% da velocidade máxima da via excedida, o Código de Trânsito Brasileiro prevê infração gravíssima, o condutor acumula 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e sofre a penalidade de multa no valor de R$ 574,62. Ele também tem a suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.