Vida Urbana

Prefeitura de JP cria comissão para avaliar flexibilização e começa debates com setores produtivos

A ação vem após o Governo da Paraíba apresentar o plano de flexibilização da economia para todo o estado.




PMJP cria comissão para avaliar flexibilização e começa debates com setores produtivos da Capital. Foto: Secom-JP

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), e gestores que integram a sua equipe de governo estão desde quarta-feira (3), participando de debates com representantes dos setores produtivos. A proposta é traçar diretrizes para avaliar as etapas da flexibilização e da retomada da economia, diante do cenário de pandemia provocada pelo novo coronavírus. O ciclo de discussões se encerra na próxima segunda-feira (8).

A capital começou a seguir os mesmos passos do Governo da Paraíba. No domingo (31), o governador João Azevêdo (Cidadania) um plano de flexibilização da economia, com a implementação prevista para ser iniciada a partir do dia 15 de junho.

O Governo trabalha com a criação de quatro bandeiras (verde, amarela, vermelha e preta), que indicam as situações do quadro de contaminação da Covid-19 e permite flexibilizar, ou não, as atividades econômicas nas cidades paraibanas.

No caso da Prefeitura de João Pessoa, o trabalho ainda está na fase dos diálogos com os segmentos comercial e serviços. Já foram ouvidos: Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-JP), Fecomercio-PB, Associação Comercial, Associação Brasileira de bares e Restaurantes da Paraíba (Abrasel-PB), Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação de João Pessoa (SEHA-JP) e representantes de shoppings centers.

Nesta sexta-feira (5), um novo debate reuniu o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP), Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon), além de entidades que representam os profissionais liberais, com OAB, Sescon-PB, Sinapro, Creci, CAU, CRA, CREA, CRC, Corecon e Abap.

As reuniões são mediadas por representantes das secretarias de Administração, Finanças, Saúde, Gestão Governamental e Articulação Política, Planejamento, Mobilidade Urbana, Turismo, Trabalho, Produção e Renda e pela Procuradoria-Geral do Município.

 

Frente Integrada de Trabalho

 

As informações serão analisadas por uma frente integrada de trabalho, que envolve a participação de médicos, epidemiologistas e sanitaristas. Após o recebimento dos dados serão validadas as regras de distanciamento social, higiene e monitoramento da doença, prevendo um protocolo específico para cada setor.

O ciclo de flexibilização, em fase de discussão, será gradativo e irá levar em conta o potencial de controle das medidas de prevenção que o retorno de cada atividade pode representar.

Critérios como a curva de contaminação da Covid-19, registros de óbitos, taxa de ocupação de leitos de UTI e o cumprimento do isolamento estarão entre os pontos analisados antes do anúncio de qualquer medida de flexibilização.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.