Vida Urbana

População denuncia carne podre em Centro de Assistência

Grande quantidade de carne e peixe que seriam utilizados na alimentação de crianças e jovens no Centro de Referência e Assitência Social (Cras) foi estragada.




Michelle Scarione

Moradores do bairro São José, em João Pessoa, denunciaram na manhã da quarta-feira (31) que uma grande quantidade de carne e peixe que seriam utilizados na alimentação de crianças e jovens no Centro de Referência e Assitência Social (Cras) foi estragada devido ao mau acondicionamento. O mau cheiro provocado pelo estado de decomposição dos produtos tomou conta do Cras na manhã de ontem.

A coordenadora do Cras, Patrícia Sousa Alves, informou que apenas uma pequena quantidade de carne apodreceu após uma funcionária esquecer a porta do freezer aberta. Ela ainda informou que a carne já havia sido jogada fora, mas os moradores afirmaram que todo o produto mesmo podre ainda estava acondicionado dentro dos freezes.

“A alimentação das pessoas atendidas pelo Cras não será afetada por esse problema. Eu já providenciei para que a alimentação seja feita com outros produtos já que as carnes se estragaram. Esse é um problema que pode acontecer, até por falta de energia”, disse.

O Cras atende as comunidades Chatuba, bairro João Agripino e São José.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.