Vida Urbana

Polícia prende homens envolvidos com disputas pelo tráfico de drogas em João Pessoa

Bando iria atacar um grupo rival quando foi interceptado pela Polícia Militar.




Armamento foi apreendido com bando preso pelo Bope (Foto: Secom-PB)

A Polícia Militar evitou na madrugada desta terça-feira (25) um ataque que um grupo criminoso iria cometer a outro grupo, numa disputa em curso pelo tráfico de drogas em bairros de João Pessoa. A ação foi realizada pelos policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) na comunidade Cangote do Urubu, no bairro do Varadouro, e desmantelou parte do bando responsável pelos tiroteios que vinham acontecendo na capital paraibana. Foram presos cinco suspeitos com idades entre 18 e 37 anos, todos com passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubos e homicídios.

O grupo foi interceptado no momento em que se preparava para atacar a comunidade Saturnino de Brito, que fica no bairro das Trincheiras. Com os presos, foram apreendidos quatro revólveres e uma pistola nove milímetros, que faziam parte do arsenal que seria usado no ataque.

Entre os presos, estava o homem responsável por organizar, mobilizar e orquestrar os ataques para tomar as áreas de interesse do bando. Ele tem 37 anos e estaria gerenciando o grupo criminoso a partir da comunidade Cangote do Urubu.

Os presos também serão investigados pela tentativa de homicídio que ocorreu na noite dessa segunda-feira (24), que teve como vítima um jovem de 20 anos. Ele foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma por um carro particular, com um tiro na boca, e chegou à unidade hospitalar alegando que teria sido vítima de assalto, possivelmente para não chamar a atenção da polícia para a comunidade.

Todos os presos foram levados para a Central de Flagrantes, no Geisel.

O trabalho da Polícia Militar nas comunidades onde ocorrem as disputas de grupos criminosos ligados ao tráfico de drogas já foi responsável pela prisão e apreensão de onze suspeitos envolvidos nos tiroteios, desde o dia 8 de fevereiro, quando foi registrado o primeiro caso na comunidade Paulo Afonso, em Jaguaribe. Três acusados acabaram morrendo em confrontos com a PM.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.