Vida Urbana

Polícia Militar invade presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte

Objetivo é tentar retomar o controle da unidade prisional.




Na tarde desta quinta-feira (19), por volta das 17h15, policiais militares do Batalhão de Choque e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) entraram mais uma vez na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. O objetivo é tentar retomar o controle da unidade prisional.

Conforme o governador Robinson Faria, a polícia quer separar duas facções –  Sindicato do RN e o PCC – que estão controlando o presídio. Ele afirmou que a polícia vai ficar dentro da penitenciária até que uma parede seja construída. Os PMs formarão uma espécie de “paredão humano” para conter os detentos. 

No início da tarde, o presidente Michel Temer havia autorizado o envio de tropas das Forças Armadas para reforçar a segurança das ruas de Natal, após pedido do governador. Segundo o Palácio do Planalto, boa parte do contigente deve vir do Exército.

Já no final da manhã desta quinta, os detentos voltaram a subir nos telhados dos pavilhões e deram início a um confronto entre membros das duas facções.

A rebelião no Rio Grande do Norte começou na tarde do último sábado (13), logo após o horário de visitas. Os presos do pavilhão 5, integrantes do PCC, usando armas brancas, quebraram parte de um muro e invadiram o pavilhão 4, ocupado por integrantes do Sindicato do RN. No dia 16, dois dos fugitivos foram presos na Paraíba, no município de São Bento.   No mesmo dia, as divisas entre a Paraíba e o estado vizinho foram reforçadas.  


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.