Vida Urbana

Polícia detém oito pessoas após fiscalização do Creci em Campina

Coordenador de fiscalização do Creci-PB, Lauro Alves Costa Neto, disse que uma denúncia anônima alertou o conselho sobre corretores trabalhando irregularmente na Paraíba.




Da Redação

Oito pessoas foram detidas no fim da tarde desta terça-feira (15) acusados de prática ilegal de profissão. Eles etariam se passando por corretores sem o devido registro e foram descobertos por fiscalização do Conselho Regional do Corretores de Imóveis (Creci), em Campina Grande.

De acordo com o coordenador de fiscalização do Creci-PB, Lauro Alves Costa Neto, uma denúncia anônima teria alertado o conselho que chamou a polícia para dar apoio. Os acusados, que não tiveram seus nomes revelados, esclareceram que são estagiários de uma empresa de São Paulo que foi contratada para trabalhar em Campina.

“Um residencial contratou uma empresa paulista para mediar as vendas do empreendimento. Ela enviou corretores e estagiários que começaram a trabalhar sem se inscrever no Creci local”, explicou Lauro Alves.

“Tanto os corretores quanto os estagiários estavam irregulares. Mas a polícia foi chamada apenas para dar um apoio e para registrar o fato. Por isso eles foram levados para a Central de Polícia. Na verdade, ninguém foi preso”, comentou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.