Vida Urbana

Polícia apreende cerca de 30 mil peças de roupas com grupo suspeito de furtos a lojas

Quatro pessoas foram detidas durante ação da Polícia Civil.




Divulgação: Polícia Civil

Quatro pessoas foram presas na tarde de terça-feira (12) suspeitas de receptação e envolvimento nos furtos de roupas em lojas do comércio de Campina Grande, na região do Agreste da Paraíba. A prisão dos suspeitos aconteceu em uma residência no bairro José Pinheiro. Foram encontrados no local cerca de 30 mil peças de roupa, dois veículos com chassi adulterado, vários tabletes de maconha, uma balança de precisão e outros objetos de uso pessoal.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Cristiano Santana, a apreensão das peças de roupa é a maior registrada durante ações na cidade nos últimos anos. “Não foi registrada nenhuma apreensão próxima dessa quantidade nos últimos três anos em Campina Grande. Os próprios suspeitos confessaram a separação do material encontrado estimando uma quantidade de 30 mil de peças de roupa. Toda mercadoria estava escondida em uma casa e a polícia agora vai investigar a relação dos suspeitos com os crime de furto nas lojas da cidade”, disse.

Ainda de acordo com o delegado Cristiano Santana, as peças de roupa seriam comercializadas pelos suspeitos em outras cidades da Paraíba. Os suspeitos presos durante a ação foram conduzidos para Central de Polícia Civil e autuados pelos crimes de receptação e tráfico de drogas. Uma entrevista coletiva vai


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.