Vida Urbana

Polícia Civil apreende adolescente que atirou no defensor público Levi Borges, em Pernambuco

Paraibano foi assassinado na entrada de um condomínio, quando visitava a filha.




Imagens das câmeras do condomínio mostram o adolescente rendendo Levi Borges. Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

A Polícia Civil de Pernambuco apreendeu neste sábado (11), um adolescente de 17 anos, acusado de assassinar na quinta-feira (9), o defensor público aposentado da Paraíba, Levi Borges. Ele foi o autor dos tiros, no crime que aconteceu em um condomínio localizado no Cabo de Santo Agostinho. Após a apreensão, o adolescente foi encaminhado para o Centro de Internação Provisória (CENIP), em Recife.

O mandado de busca e apreensão foi cumprido no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes-PE, pela 13ª Delegacia de Polícia de Homicídios, comandada pelo delegado Cláudio Neto.

De acordo com a Polícia Civil, mesmo com a apreensão do adolescente, as investigações continuam e novas informações só serão divulgadas após a conclusão do inquérito.

Levi Borges tinha 71 anos, era professor universitário e atuou na Defensoria Pública do Estado da Paraíba por mais de três décadas, quando se aposentou no ano passado. Ele estava saindo de um condomínio no Cabo de Santo Agostinho, após visitar a filha, quando foi baleado.

No momento do crime, o defensor público aposentado estava com a sua esposa. Ele chegou a ser socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Câmeras de segurança da entrada do condomínio filmaram a ação criminosa. Nas imagens, é possível ver que Levi ao ser abordado pelo adolescente, não reagiu e mesmo assim, acabou sendo baleado. O autor dos tiros ainda entrou no carro do defensor público aposentado, mas ao ver que outras pessoas também estavam no veículo, acabou fugindo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.