Vida Urbana

PMJP e SPU asseguram terreno para construção de 297 casas

 R$ 11.678,861 serão aplicados apenas nos projetos de habitação e urbanização do Porto do Capim.




Da Redação
Com Secom-JP

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, e o superintendente do Patrimônio da União (SPU) na Paraíba, Wellison Araújo Silveira, assinaram nesta quarta-feira (17) o contrato de cessão de uso para o Município do terreno, onde serão construídas casas para os moradores da comunidade do Porto do Capim, no bairro do Varadouro.

O prefeito Luciano Agra lembra que a prefeitura pretende construir no Porto do Capim um projeto de urbanização e regularização fundiária em que serão construídas 297 unidades habitacionais dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Sanhauá). O pacote completo de obras para a urbanização da região está orçado em R$ 25,4 milhões. Deste total,  R$ 11.678,861 serão aplicados apenas nos projetos de habitação e urbanização do Porto do Capim.

"Esse é um momento muito esperado pelo nosso governo. Há dois anos que essa proposta vem sendo estudada para que possamos colocar em prática o projeto de urbanização e de habitação previsto para a comunidade do Porto do Capim. Com a assinatura desse contrato, vamos poder dar maior agilidade ao processo”, comemora Luciano Agra.

O contrato assinado entre as partes foi possível a partir do Regime de Concessão de Direito Real de Uso, previsto pela SPU. "Esse é o primeiro contrato firmado com a Prefeitura de João Pessoa a partir desse regime específico e que exige um compromisso do município para implantação de projeto de provisão habitacional de interesse social”, ressaltou Wellison Araújo.

A assinatura do termo contou com as presenças da secretária de Planejamento do município, Estelizabel Bezerra; secretário de Infraestrutura, Marcelo Cavalcanti; chefe de Gabinete da PMJP, Raoni Mendes; secretária de Administração, Laura Farias; e ainda o secretário da Receita, Paulo Conde.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.