Vida Urbana

Cagepa divulga plano de racionamento de água em Campina Grande

Medida acontece depois do problema com equipamento que deixa região sem água há três dias.




Plano de racionamento de água, em Campina Grande, foi anunciado pelo presidente da Cagepa, Marcus Vinicius, durante entrevista coletiva

Após três dias da suspensão do abastecimento, a população de Campina Grande começa a receber água nas torneiras a partir da zero hora desta terça-feira (19) em sistema de rodízio até a regularização na sexta-feira (22). Os municípios de Queimadas, Barra de Santana e Caturité saem também do racionamento. Veja onde chegará a água

O plano de racionamento foi apresentado, na tarde desta segunda-feira (18), pelo presidente da Cagepa, Marcus Vinicius, na sede da empresa. A companhia dividiu a cidade, nas áreas 1 e 2, com os bairros que vão receber água, a partir desta terça-feira.

Área 1

Na área 1, que abrange 54 localidades, a água será distribuída aproximadamente das 0h às 12h da terça-feira (19); e das 12h da quarta-feira (20) às 12h da quinta-feira (21). As localidades são as seguintes abaixo:

Ana Amélia, Alameda, Atalaia, Araxá, Bairro das Cidades, Bodocongó, Catolé, Catolé de Zé Ferreira, Catingueira, Cidade Madura, Chico Mendes, Conjunto Mutirão, Condomínio Dona Lindu (I, II, III e IV), Cruzeiro, Cinza, Colinas do Sol, Dinamérica, Distrito de Santa Terezinha, Distrito dos Mecânicos, Estação Velha, Itararé, Jardim Vitória, João Agripino, Jardim Paulistano, Jardim Borborema, Jardim Verdejante, João Paulo II, José Pinheiro, Lagoa de Dentro, Liberdade, Malvinas, Mirante, Meu Sonho, Novo Cruzeiro, Novo Bodocongó, Novo Horizonte, Portal Sudoeste (I, II e III), Presidente Médici, Ressurreição, Quarenta, Ramadinha, Sandra Cavalcante, Santa Terezinha, Sonho Meu, Santa Cruz, Santa Rosa, Serrotão, São Januário, Tambor,
Três Irmãs, Velame, Vila Cabral de Santa Rosa e Vila Cabral de Santa Terezinha e distrito de Galante.

Área 2

A área 2, que abrange 33 localidades, vai começar a receber água, aproximadamente, das 18h da terça-feira até as 6h da quarta-feira; e das 18h de quinta-feira até as 6h da sexta-feira (22). Veja abaixo:

lto Branco, Bairro das Nações, Belo Monte, Bela Vista, Centro, Castelo Branco, Cuités, Centenário, Conceição, Condomínios Residence Privê, Sierra, Atmosfera e Green, Glória, Jenipapo, Jardim Continental, Jardim Tavares, Juracy Palhano, Jeremias, Lauritzen, Ligeiro, Louzeiro, Monte Santo, Monte Castelo, Nova Brasília, Palmeira, Prata, Residenciais Nenzinha Cunha Lima e Bonald Filho, Santo Antônio, São José, Pedregal, Universitário.

Carro-pipa

Para o Acácio Figueiredo, Major Veneziano I, II, III e IV e Raimundo Suassuna serão disponibilizados carros-pipa. O distrito de São José da Mata, a zona rural de São José da Mata, as localidades do Estreito, Salgadinho, Lucas, Aragão, o distrito de Catolé de Boa Vista só serão atendidos quando o sistema estiver regularizado.

Com água

Os municípios de Pocinhos, Alagoa Nova, Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça e Matinhas só receberão também água nas torneiras após a regularização do sistema.

Pane elétrica

O abastecimento de água foi suspenso em Campina Grande e em mais oito cidades da região, na noite da sexta-feira (15). De acordo com Cagepa, a suspensão acontece após uma pane no sistema elétrico da Estação de Tratamento de Água (ETA) que fica na comunidade de Gravatá, localizada em Queimadas, no Agreste da Paraíba. Um transformador já foi instalado e dois chegaram de Pernambuco para instalação.

Energisa

Em nota, a Energisa Borborema informou que a pane elétrica ocorreu na Estação de Tratamento da Cagepa, logo deve ser reparado pela própria companhia. “O problema foi nas instalações do prédio e não na rede de distribuição externa, controlada pela Energisa. Entretanto, apesar de não ser responsável pelo serviço, a Energisa vem acompanhando os processos junto à Cagepa de forma a reduzir o tempo de restabelecimento da unidade”, diz a nota.

Por fim, ressalta que a “rede de energia está pronta e o serviço de distribuição de energia da Estação de Tratamento será restabelecido assim que o prédio tiver seu sistema elétrico interno pronto para receber a carga”.

Acesso à água

Neste período, a população dos nove municípios se “vira” como pode para ter acesso à água para as necessidades básicas, inclusive de galerias por onde passa a rede telefônica. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.