Vida Urbana

PF deflagra operação para combater extração ilegal no leito do Rio Paraíba

Trabalho foi realizado em conjunto com a Sudema, na manhã desta quarta-feira.




Foto: divulgação/PF

A Polícia Federal na Paraíba deflagrou, na manhã desta quarta-feira (29), a Operação Jampa Verde 3, com objetivo de combater a extração de irregular de areia no município de São Miguel do Taipu, distante 65,2 km de João Pessoa. O trabalho, realizado em conjunto com a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), contou com a participação de 15 servidores.

Segundo a assessoria da PF, o foco da operação foi uma área do leito do Rio Paraíba, em que a areia estaria sendo extraída sem a competente autorização ambiental da Agência Nacional de Mineração (ANM) e da Sudema.

Os investigados poderão ser indiciados nos crimes do art. 55 da Lei 9.605/1998, combinado com o art. 2 da Lei 8.176/1991, cujas penas somadas poderão ultrapassar 5 anos de prisão.

Jampa Verde

Esta é a terceira operação relacionada ao tema que vem sendo realizada pela PF. Em 31 de setembro do ano passado e no último dia 17 de janeiro, foram desencadeadas pela polícia as Operações Jampa Verde 1 e 2, as quais também tiverem como escopo a repressão de extração de recursos minerais, sem a competente autorização.

Na última operação, o alvo foi uma pedreira, localizada em João Pessoa. Neste caso, a PF teve o apoio da Sudema e também do MPT, por denúncia de condições degradantes de trabalho no local. Já na primeira, as cidades de Santa Rita e Conde foram os alvos, novamente com o objetivo de combater a extração ilegal de recursos minerais, pela falta de autorização de órgãos ambientais.

A PF antecipou que as fiscalizações e ações conjuntas ambientais serão intensificadas pela Polícia Federal no Estado da Paraíba, no ano de 2020.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.