Vida Urbana

PB possui uma cidade com educação do futuro

Várzea faz parte de municípios que cumpriram requisitos de aprendizagem para 2020.




Com 2.504 habitantes, o município de Várzea, no Sertão da Paraíba, conseguiu ser o único do Estado e um dos três nordestinos com educação do futuro. O município faz parte das 90 cidades brasileiras que cumpriram requisitos de aprendizagem esperados para o ano de 2022. De acordo com os educadores da cidade, não há segredo em se tratando de ensino. Em Várzea, as escolas públicas municipais trabalham a base do aluno, desde a pré-escola, de uma forma integrada, entre gestores, professores e família.

Uma das menores cidades da Paraíba, mais exatamente a 14ª no quesito população, Várzea poderia ser um município como outro qualquer, mas ganhou destaque na Educação depois de um esforço contínuo que conseguiu transformar o aprendizado local. Nas cinco unidades de ensino municipais (além de uma creche), sendo que apenas uma escola na zona urbana, estudam 542 alunos, com 42 professores (apenas um não possui graduação).

Segundo o secretário Municipal de Educação, José Amilton Medeiros, 25% dos professores possuem especialização na área de Educação Infantil, mas o diferencial vai além da graduação dos docentes. “O nosso segredo é a integração entre os professores, entre os gestores e a família dos alunos. Todos os nossos projetos são discutidos antes de serem colocados em prática. Existe uma preocupação de fato com o aprendizado dos alunos, desde a sua base. Acreditamos que a educação só começa quando o aluno aprende a interpretar as atividades que são lançadas”, afirmou.

A preocupação com a educação das crianças e jovens do município projetou a cidade para um reconhecimento nacional, através da meta que foi instituída pelo ‘Todos pela Educação’, um movimento da sociedade civil brasileira que contribui para assegurar que as crianças e jovens brasileiros tenham educação básica de qualidade no prazo de nove anos. Dentro dos requisitos esperados, as escolas devem ter, pelo menos, 70% dos alunos no 5º ano do Ensino Fundamental com o aprendizado esperado em Português e Matemática.

Além de Várzea, apenas os municípios de Mucambo e Sobral, no estado do Ceará, obtiveram o mesmo êxito na região nordestina. Dos 27 estados brasileiros, apenas nove têm cidades que já possuem os requisitos. No município paraibano foram avaliados 27 alunos do 5º ano, onde foi constatado que 78,2% aprenderam Matemática e 82,6% aprenderam Português. Para a diretora da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Sandoval Rubens de Figueiredo, única na zona urbana, Maria Edi Rocha, a preocupação dos educadores vai além do conteúdo escolar e permite explorar as habilidades específicas de cada um dos alunos.

“Nós começamos o nosso trabalho pelo plano de aula, e dentro disso procuramos explorar as habilidades do aluno. A nossa intenção é preparar o estudante para os desafios que ele vai enfrentar ao longo da vida, podendo ser capaz de conquistar os seus objetivos. O nosso maior desafio foi implantar mecanismos, através das atividades escolares que pudessem levar o aluno além. Hoje, os estudantes da rede municipal conseguem interpretar as questões, sejam através de textos, na área da Língua Portuguesa, ou através de problemas matemáticos, assim como nas demais disciplinas”, informou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.