Vida Urbana

PB na rota da operação de combate à pornografia na web

No total, foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão em 14 estados da federação e  Distrito Federal.




Uma operação deflagrada na manhã de ontem pela Superintendência da Polícia Federal no Pará cumpriu um mandado de busca e apreensão no município de Caldas Brandão, no Agreste da Paraíba. Denominada ‘Resgate Online’, a operação teve o objetivo de combater os crimes de difusão pela internet de imagens com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes bem como o armazenamento dessas imagens.

No total, foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão em 14 estados da federação e no Distrito Federal. Também durante a operação, onze pessoas foram detidas em flagrante, porém nenhuma delas na Paraíba.

No Estado, apenas um mandado de busca e apreensão foi cumprido. De acordo com a assessoria de comunicação da PF, apenas um disco rígido (HD) de um computador foi apreendido para verificação. Este, juntamente com demais equipamentos recolhidos durante a operação, será analisado e, se algum arquivo for encontrado, uma segunda fase da operação efetuará outras prisões.

Segundo a assessoria de comunicação da PF, a operação foi fruto de constante monitoramento realizado pelo órgão na internet e nas redes sociais com o objetivo de identificar internautas que tenham realizado armazenamento ou troca de imagens de crianças e adolescentes. As penalidades decorrentes desse crime podem ir de reclusão de três a seis anos, no caso da transmissão, e de um a quatro anos, em situação de armazenamento.

A operação foi deflagrada às 6h de ontem e cumpriu mandados nos Estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal. Em todos os Estados foram recolhidos materiais para análise, porém nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Paraná, Minas Gerais e Bahia seis pessoas foram presas em flagrante pela prática dos crimes de transmissão e armazenamento de pornografia infantil.

Para a realização da operação, foi empenhado um efetivo de cerca de 230 policiais federais. Esta é a 7ª operação realizada neste ano pela Polícia Federal.

SAIBA MAIS

Os trabalhos de repressão da PF com relação aos crimes de divulgação de pornografia infantil com o uso de internet resultou na instauração de mais de 1.500 inquéritos policiais no ano de 2013. Em 2014, até agora, já foram instaurados 400 inquéritos policiais.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.