Vida Urbana

PB é o 4º estado do Nordeste em casos de exploração do trabalho infantil

Dados preocupantes foram divulgados pelo Ministério Público do Trabalho.




A Paraíba já registrou em 2018 um total de 142 casos de exploração do trabalho da criança e do adolescente. Os números são do Ministério Público do Trabalho (MPT) e colocam o estado como o 4º da região Nordeste com situações do tipo sendo investigações. São 3,5 mil registros no país inteiro.

Conforme os números, entre os estados nordestinos, a Paraíba só fica atrás da Bahia, com 172 casos; do Ceará, com 165; e do Maranhão, que tem 160. O estado com maior registro de exploração do trabalho infantil é o Rio de Janeiro, com 342 investigações.

“Uma das formas [ de combater a exploração] é denunciando casos de trabalho infantil aos órgãos competentes, Ministério Público, Disque 100. O MPT precisa da parceria de toda a sociedade, pois este é um trabalho conjunto e contínuo”, destacou o procurador, Raulino Maracajá.

Pensando em diminuir a quantidade crianças e adolescentes em situação de exploração, o MPT também apoia alguns projetos no estado. Um deles é o ‘Tamanquinhos das Artes’, desenvolvido desde 2016 com meninos e meninas em situação de vulnerabilidade social, retirou crianças da Feira Central de Campina Grande e as inseriu em oficinas e aulas de música, dança, teatro, artes plásticas e literatura.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.