Vida Urbana

Paraíba vai receber 64,9 mil Cadernetas de Saúde da Criança após governo regularizar repasse

Em João Pessoa, por exemplo, as cadernetas não eram distribuídas desde março de 2018.




Em todo o país, Saúde adquiriu 3.277.186 exemplares (Foto: Reprodução)

Após um longo período, o Ministério da Saúde voltou a distribuir as Cadernetas de Saúde da Criança para os estados. Segundo a pasta, a Paraíba vai receber 64.892 documentos até o final de março. A entrega já começou a ser feita e a prefeitura de João Pessoa confirmou que já recebeu uma remessa. As cadernetas não eram entregues na capital paraibana desde março de 2018.

O documento acompanha a situação de saúde das crianças até os nove anos de idade. Além do calendário básico de vacinação, a caderneta reúne todos os dados da criança, que vão desde o nome, telefone e endereço, até referências de certidão de nascimento, do cartão do Sistema Único de Saúde e outros. Os pais também podem usá-la para consultar dicas de amamentação e alimentação e acompanhar o gráfico de crescimento dos filhos. Toda criança tem o direito de receber gratuitamente esse documento na maternidade pública ou privada ou nas Unidades de Saúde da Família.

A caderneta é confeccionada e distribuída pelo Ministério da Saúde, que agora está regularizando a distribuição. No total, o órgão adquiriu 3.277.186 exemplares. O quantitativo tem como base a média de nascidos vivos do ano de 2017 registrado pelos estados no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC).

“Definimos, juntamente com as referências de imunização dos Distritos Sanitários, a logística de entrega e substituição dos cartões de vacina provisórios nos territórios de residência das crianças que não receberam a Caderneta de Saúde”, explicou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização da Secretaria de Saúde de João Pessoa..

Todas as Unidades de Saúde da Família, policlínicas municipais, Centro Municipal de Imunização e maternidades que possuem sala de vacina estão abastecidas com as cadernetas. “As crianças que ainda não possuem a Caderneta de Saúde, os responsáveis deverão se direcionar a USF de seu território, portando o cartão de vacina provisório, para realização da troca”, orientou Virgolino.

Ainda, de acordo com o chefe da Seção de Imunização, as maternidades também receberam um quantitativo de cadernetas para atender os bebês que acabaram de nascer.

A Política Nacional de Saúde da Criança prevê a disponibilização da “Caderneta de Saúde da Criança”, com atualização periódica de seu conteúdo (art. 9º do anexo X), bem como a sua distribuição gratuitamente a todas as crianças nascidas em território nacional.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.