Vida Urbana

Paraíba tem sete casos confirmados e uma morte por síndrome pediátrica associada ao coronavírus

Secretaria Estadual de Saúde notificou 13 casos, sendo sete confirmados, três descartados e três em investigação.




Paraíba tem sete casos confirmados e uma morte por síndrome pediátrica associada a Covid. Foto: REUTERS/Agustin Marcarian

A Paraíba confirmou mais cinco casos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), que pode estar associada a Covid-19. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta segunda-feira (14), e têm como base dados coletados até a últimas sexta-feira (11).

Conforme a SES, a Paraíba tem 13 notificações da SIM-P, sendo sete casos confirmados e uma morte pela síndrome. A criança que faleceu morava na cidade de Cruz do Espírito Santo. Outros três casos suspeitos seguem descartados, e mais três seguem em investigação, sendo um óbito.

Os dados foram avaliados por uma equipe de médicos, enfermeiros e residentes dos hospitais onde os casos de SIM-P foram notificações. A equipe médica é formada por profissionais da SES e da Rede Cuidar.

De acordo com a chefe do Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da SES-PB, Fernanda Vieira, tudo é muito recente, já que a vigilância para os casos de SIM-P começaram há pouco mais de um mês, à nível nacional. Por isso, é importante que casos suspeitos sejam notificados ao Estado.

“Quanto mais as equipes de saúde notificarem casos suspeitos, mais temos como desenhar um panorama de forma mais fidedigna e, consequentemente, implementar ações efetivas e necessárias. É importante que as equipes de serviços pediátricos estejam atentas às buscas caso a caso e observando possíveis quadros que atendam à definição de caso da síndrome, objetivando ofertar a assistência necessária para o paciente e com posterior confirmação”, alertou Fernanda.

Risco

 

Conforme o Ministério da Saúde, a SIMP-P pode estar associada à Covid-19. As crianças sintomáticas podem apresentar lesões e vermelhidão na pele, de maneira parecida com a Síndrome de Kawasaki, conjuntivite, úlceras na boca, semelhante à aftas, e problemas no sistema nervoso central.

Os profissionais de saúde e secretarias municipais de saúde da Paraíba foram alertados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através de uma Nota Técnica, sobre a ocorrência e notificação imediata obrigatória da SIM-PB. O documento informa que crianças e adolescentes que se contaminaram pelo novo coronavírus têm chances de desenvolver uma doença rara, que pode levar à morte.

Os registros de casos suspeitos devem ser feitos em até 24 horas, por meio de um formulário de notificação do Sistema Único de Saúde (SUS), disponível aqui. Demais informações devem ser encaminhadas ao e-mail simpcovid.pb@gmail.com, e a amostra laboratorial deve ser encaminhada ao Lacen-PB.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.