Vida Urbana

Paraíba passa de 141 mil casos de Covid-19 e tem 3.236 mortes confirmadas pela doença

Novos 633 casos e mais 4 mortes por coronavírus foram confirmados nesta sexta (20).




Foto: Anton Vaganov/File Photo/Reuters

A Paraíba ultrapassou a marca dos 141 mil casos de Covid-19 nesta sexta-feira (20). Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), novos 633 casos e mais quatro mortes por coronavírus foram confirmados. Com isso, a Paraíba contabiliza 141.615 casos de Covid-19 e tem 3.236 mortes pela doença.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI ficou em 45% em toda a Paraíba. Na Grande João Pessoa, 53% dos leitos de UTI estão ocupados, em Campina Grande, 34%; e no Sertão, 44%. O índice de isolamento social mediu 37,3% em todo o estado, até a quinta (19), segundo o Inloco.

>> Três hospitais de JP registram ocupação de 100% em leitos de UTI para Covid-19

Dos mais de 141 mil paraibanos infectados pelo novo coronavírus, 113.102 estão recuperados. Outros 193.829 casos considerados suspeitos foram descartados e 447.283 testes para diagnóstico da Covid-19 foram realizados.

Todos os 223 municípios da Paraíba possuem casos de Covid-19. Os cinco onde há maior incidência da doença, são:

Das 4 mortes por coronavírus confirmadas nesta sexta (20), duas aconteceram nas últimas 24 horas. Elas foram registradas em pacientes com os seguintes perfis:

  • Homem, 73 anos, residente em João Pessoa. Diabético. Início dos sintomas 06/11/2020. Morreu em hospital privado no dia 20/11/2020.
  • Mulher, 81 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença renal e etilista. Início dos sintomas 17/11/2020. Morreu em hospital público no dia 19/11/2020.
  • Mulher, 85 anos, residente em João Pessoa. Sequelada de AVC. Início dos sintomas 01/11/2020. Morreu em hospital público no dia 18/11/2020.
  • Mulher, 81 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas 08/11/2020.Morreu em hospital privado no dia 12/11/2020.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.