Vida Urbana

Ônibus de João Pessoa vão voltar com uso obrigatório de máscara e limpeza reforçada, diz Sintur

Cartaxo faz um pronunciamento, nesta sexta, e deve confirmar retorno do transporte público..




Cartaxo anunciará segundo momento da flexibilização e expectativa é para retorno do transporte coletivo. Foto: Rizemberg Felipe/Arquivo JP

Há quase três meses com o transporte coletivo urbano funcionando apenas para profissionais de saúde, a expectativa é que o serviço para o público seja retomado, em João Pessoa, na próxima segunda-feira (29). Nesta sexta-feira (26), às 10h30, o prefeito Luciano Cartaxo (PV) faz um pronunciamento para anunciar novas medidas flexibilização. De acordo com o plano traçado pela Prefeitura de João Pessoa, um dos serviços que volta neste segundo momento de retomada das atividades é o transporte público.

Caso volte, um detalhe que precisa ser observado pela população é que o uso de máscaras de proteção dentro dos ônibus será obrigatório e os veículos já estão adesivados com a determinação.

De acordo com o diretor institucional do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros em João Pessoa (Sintur-JP), Isaac Júnior, a expectativa é que a volta do serviço seja confirmada nesta sexta e os trabalhos retomados já na segunda-feira (29).

Sobre as medidas que serão tomadas como, por exemplo, a quantidade de passageiros que poderão circular em cada ônibus, Isaac afirmou que esta é uma prerrogativa dos municípios, que precisam determinar isso através de decreto, para que as empresas possam cumprir.

O Sintur-JP determinou que a limpeza dos veículos seja intensificada nos principais terminais de bairros e no Parque Sólon de Lucena (Lagoa). Equipes fixas estarão nesses locais fazendo a desinfecção dentro dos ônibus, nas superfícies de contato como os botões de parada, catracas, alças e corrimãos, além dos cintos de segurança para os cadeirantes.

Segundo o sindicato, todos os motoristas ganharam um kit individual com máscara de tecido e álcool em gel. Além disso, as empresas vão aferir a temperatura dos operadores antes do início de cada jornada de trabalho. O Sintur-JP também estabeleceu que todos os colaboradores passem por testagem para o Covid-19 e recebam a vacina para H1N1.

Em maio deste ano, a Justiça Paraibana negou um pedido da Defensoria Pública do Estado, que pleiteava uma ampliação no número de ônibus em João Pessoa durante a pandemia. O objetivo era oferecer o serviço para outras categorias de serviços essenciais, além dos profissionais de saúde.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.