Vida Urbana

Morre o jornalista Erialdo Pereira, primeiro editor da TV Cabo Branco

Jornalista atuou como editor da TV Cabo Branco desde a sua fundação até o ano de 2004.




Morreu na manhã desta sexta-feira (22), no Hospital Português do Recife, o jornalista Erialdo Pereira, aos 67 anos. Considerado um dos jornalistas mais experientes de sua geração, responsável pela formação das equipes da TV Cabo Branco e TV Paraíba, onde atuou como editor geral da primeira desde a sua fundação, em 1986, e mais tarde assumiu simultaneamente a editoria da TV Paraíba, respondendo pelo jornalismo das duas emissoras até o ano de 2004, quando se aposentou por problemas de saúde.

A família ainda não havia definido o local do velório ou do enterro até o fechamento desta matéria.
 
No ano de 2003, Erialdo Pereira teve um AVC que desencadeou uma série de complicações em sua saúde. Há cerca de dois anos, ele voltou a ter problemas renais, consequência, ainda, do AVC e, desde a semana passada, estava internado no Hospital Português, com um quadro de insuficiência renal que evoluiu para um quadro infeccioso e uma parada cardíaca na manhã desta sexta-feira (22). 
 
Nascido em Cajazeiras, no ano de 1948, o jornalista começou sua carreira em João Pessoa nos anos 1960, e depois foi para o Rio de Janeiro, onde trabalhou na Rádio Nacional, no Jornal dos Esportes, na Rádio JB, e no Jornal do Brasil. Voltou pra Paraíba em 1978, quando atuou, durante vários anos, no jornal O Norte, dos Diários Associados, e foi correspondente do Jornal do Brasil, tendo sido editor geral da TV Cabo Branco desde a fundação da emissora, em 1986, e mais tarde assumiu também a editoria da TV Paraíba, tendo respondido pelo jornalismo das duas emissoras até o ano de 2004. 
 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.