Vida Urbana

Morre ao 66 anos Marcos Costa, conselheiro do TCE da Paraíba

informação foi confirmada, por meio de nota, pelo presidente do TCE-PB, conselheiro Arnóbio Viana.




O conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba, Marcos Antônio da Costa, morreu nesta sexta-feira (09), às 17h30, aos 66 anos, vítima de falência múltipla de órgãos. Ele estava internado num hospital particular de João Pessoa. O velório será realizado na Central de Velórios e Crematório Caminho da Paz, na estrada de Cabedelo.

A informação foi confirmada, por meio de nota, pelo presidente do TCE-PB, conselheiro Arnóbio Viana, que lamentou a morte do conselheiro. “A notícia deixa a todos nós, que fazemos o Tribunal de Contas, extremamente consternados. Marcos Costa tinha 66 anos, deixa viúva, duas filhas e um neto. Que Deus o receba e guarde num lugar muito especial. À família, nossos mais sinceros pêsames”, diz o comunicado.

Marcos Costa foi nomeado, por ato governamental, conselheiro titular do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba no dia 15 de outubro de 2015. Sua posse ocorreu no dia 28 de outubro de 2015. Ele ingressou no TCE-PB em 16 de janeiro de 1987, por concurso público, como Técnico em Controle Externo, cargo posteriormente transformado em Analista de Controle Externo e depois em Auditor de Contas Públicas. Passou de auditor a conselheiro substituto em 5 de fevereiro de 1999.

Carreira

Marcos Antônio da Costa é natural de Itaporanga, nascido em 6 de janeiro de 1953, graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais, no ano de 1978, pela Universidade Federal da Paraíba. Exerceu a advocacia de 1979 a 1986, e atuou como advogado da Procuradoria Geral do Estado da Paraíba.

Sua vasta experiência no setor público inclui exercício de cargos, e funções de chefia, na Secretaria de Interior e Justiça da Paraíba, secretarias de Saúde e da Segurança do Maranhão, Fundação do Bem Estar do Menor (MA), Departamento Estadual de Trânsito do Estado da Paraíba, e Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Ingressou no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba em 16 de janeiro de 1987, por concurso público, como Técnico em Controle Externo, cargo posteriormente transformado em Analista de Controle Externo e depois em Auditor de Contas Públicas. Foi Coordenador da Auditoria de Aposentadorias, Pensões e Reformas; Chefe do Departamento de Controle de Atos de Pessoal (DECAP); e Diretor de Auditoria e Fiscalização (DIAFI).

E integrou ainda, no TCE-PB, o Grupo de Acompanhamento do Programa de Eficiência, Eficácia e Efetividade das Ações de Controle Externo; a Comissão de Reestruturação do Plano de Cargos e Salários; Comissão de Inspeção Especial em diversos entes do Estado; e, também, a Comissão de Edição das Súmulas e Jurisprudências, além do Conselho de Cultura do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

Passou de auditor a conselheiro substituto em 05/02/1999, e atuou como conselheiro em exercício em várias oportunidades, substituindo os conselheiros titulares Arnóbio Viana, Marcos Ubiratan, Nominando Diniz, Flávio Sátyro Fernandes e José Mariz.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.