Vida Urbana

Ministério Público denuncia acusados de ataques a ônibus em Campina e no RN

No total, 37 pessoas foram acusadas de envolvimento nos ataques e em tráfico de drogas na PB.




Nesta quarta-feira (31), o Ministério Público da Paraíba (MPPB) denunciou quatro acusados de ordenar ataques a ônibus em Campina Grande e no Rio Grande do Norte. Na ação, outras 33 pessoas também são acusados de envolvimento em um esquema de venda de drogas na Paraíba.

A denúncia relata a existência de uma organização criminosa que distribuiria droga em toda a Paraíba, com base nas cidades de Campina Grande, no Agreste paraibano, e São Bento, no Sertão.

Entre as 37 pessoas foram denunciadas por tráfico de drogas e outros crimes, estão os acusados Alex Barros Medeiros, conhecido como “Alex Peitola”; Marcelo Francisco Gomes Fontenele; André Lima Tavares; e Danielle Ângelo Pereira, que estão todos presos.
Segundo a denúncia, Marcelo, André e Danielle teriam envolvimento com os ataques a ônibus registrados em Campina Grande ano passado. Já Alex Barros é apontado como um dos mandantes dos ataques a ônibus em Campina Grande e outros estabelecimentos no Rio Grande do Norte.

A denúncia tem por base a operação Britador, deflagrada pela Polícia Federal em julho deste ano. De acordo com as investigações, a distribuição de droga na Paraíba era comandada por Alex Barros e pelos demais denunciados de dentro de presídios da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Depois, a droga era vendida em bairros como Malvinas, Glória, Mutirão e Jeremias, em Campina Grande. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.