Vida Urbana

Mês de agosto concentra 43% dos incêndios registrados em todo o ano na Paraíba

Este foi o terceiro pior resultado para o mês desde 1998, de acordo com dados do Inpe.




Mapa de incêndios até 4 de setembro na Paraíba (Foto: Reprodução/Inpe)

Mapa de incêndios até 4 de setembro na Paraíba (Foto: Reprodução/Inpe)

A Paraíba registrou 45 focos de incêndio no mês de agosto, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), quando estão concentrados 43% dos registros do ano inteiro. Os dados são catalogados no Programa de Monitoramento de Focos Ativos do Inpe.

Nos sete meses anteriores, tinham sido registrados 57 focos, sendo 42 deles no mês de janeiro. Este foi o terceiro pior resultado para o mês desde 1998. Ano passado, por exemplo, foram registrados apenas dois focos, mas a média é de 11 registros mensais.

Em setembro já são dois focos até esta terça-feira (4). Apesar disso, o número total de incêndios na Paraíba até este início de setembro, 104, representa apenas 0,8% do total de 12.935 em todo o Nordeste.

O coordenador do Programa de Monitoramento de Queimadas do instituto, Alberto Setzer, lembra que a grande maioria dos incêndios tem origem humana. “Eu diria que mais de 99%, sendo por acidente ou proposital. E essa ação humana é proibida por lei”, disse.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.